Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 14-04-2008

SECÇÃO: Informação

Em Tribunal
MARQUES MENDES CONSIDERA JOAQUIM BARRETO PESSOA SÉRIA E RESPEITÁVEL

Estávamos em pré-campanha eleitoral autárquica, quando, em Setembro de 2005, Marques Mendes, então Presidente do Partido Social Democrata, se deslocou a Cabeceiras de Basto para uma reunião/comício com os militantes e simpatizantes locais do seu partido.

Marques Mendes "corrige-se": "Joaquim Barreto é uma pessoa séria..." (DR)
Marques Mendes "corrige-se": "Joaquim Barreto é uma pessoa séria..." (DR)
Recebido pelo então candidato à Câmara, Major Francisco Basto e por outros dirigentes locais, o Dr. Marques Mendes, provavelmente “mal” informado, por esses dirigentes, dos motivos de tão reduzida assistência – de referir que nesse dia, 3 de Setembro, e àquela hora, a televisão transmitia um jogo de futebol de grande interesse – desancou, segundo relatos da comunicação social dessa altura, no autarca Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto, afirmando viver-se em Cabeceiras de Basto, «um clima de medo, de intimidação, de prepotência, da responsabilidade única e exclusiva do Presidente da Câmara Municipal».
Perante tão graves acusações, estas e outras que constam do processo, Joaquim Barreto, recorreu aos Tribunais, para que fosse reposta a sua honra e consideração, uma vez que se sentiu atingido, para além de considerar aquelas expressões falsas e sem sentido.
Marcado para o passado dia 8 de Abril, quase três anos depois, o julgamento acabou por não se realizar, uma vez que o Dr. Marques Mendes, agora afastado da Direcção do seu Partido, veio ao Tribunal de Cabeceiras de Basto e em sede de acordo, afirmar que Joaquim Barreto é «uma pessoa séria, idónea e respeitável».

Mais uma vez, Joaquim Barreto viu os seus adversários, que em determinada altura escreveram ou proferiram palavras inadequadas e dessa forma puseram em causa a sua honra e honorabilidade, retractar-se perante o Tribunal, afirmando exactamente o contrário daquilo que haviam dito antes.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.