Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 24-03-2008

SECÇÃO: Informação

VARIANTE À SEDE DO CONCELHO

Prosseguem a bom ritmo as obras de construção da variante às EN’s 205 e 210, ou seja, a via rápida que ligará em breve o Nó da Auto-estrada, localizado em Arco de Baúlhe, a Lameiros, Refojos.
Um investimento de 18.125.800,00 Euros (3 milhões e 600 mil contos), com uma extensão de 4 km.

As obras prosseguem a bom ritmo
As obras prosseguem a bom ritmo
Trata-se de uma via de grande importância para o desenvolvimento do concelho de Cabeceiras de Basto e que virá certamente contribuir também para maior segurança e qualidade de vida das pessoas, nomeadamente da vila de Arco de Baúlhe, já que diminui a distância e melhora o acesso à sede do concelho, termina junto aos Parques Industriais (Lameiros e Olela), contribuindo para uma maior dinâmica empresarial. Por outro lado, esta via vai servir e favorecer as freguesias localizadas a Norte do concelho e até lugares das freguesias do concelho limitrofes, tais como S. Clemente e Ribas.
A variante permitirá também facilitar a circulação de viaturas e cidadãos, no centro da vila de Arco de Baúlhe, aumentando a segurança das pessoas, nomeadamente das centenas de alunos que diariamente se deslocam para a EB 2,3 do Arco.

Um investimento que contempla uma exigência da Câmara Municipal
foto

Ao que apuramos, aquando do encerramento da linha-férrea do Tâmega, em 1989, naquela data, as Câmaras Municipais envolvidas apenas protocolaram a construção da variante do Tâmega, de Amarante até Arco de Baúlhe, ficando de fora qualquer ligação à sede do Concelho de Cabeceiras de Basto. Assim, em 2001 a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto iniciou junto do Governo um processo que tinha como objectivo a construção de um acesso rápido e seguro do Nó da Auto-estrada até à sede do Concelho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.