Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 24-03-2008

SECÇÃO: Informação

Pela Câmara
Autarquia adquire terreno e promove «Cantigas da Liberdade»

Reunida no dia 28 de Fevereiro, a Câmara Municipal decidiu proceder à aquisição de uma parcela de terreno com área de 150m2, localizada na freguesia de Vila Nune, deste concelho. Trata-se de um pequeno investimento que, segundo informação divulgada, visa viabilizar a construção dos acessos àquela Zona Industrial, a localizar nas imediações do Nó de Basto da Auto-estrada A7. Este é mais um investimento da Autarquia Cabeceirense que, associado a outros já efectuados, garante condições à execução das infra-estruturas daquela importante área industrial estrategicamente perspectivada para a zona sul do concelho, dada a sua proximidade com esta via estruturante não só para Cabeceiras como para o Norte do país.
Recorde-se que de alguns anos a esta parte a Autarquia Cabeceirense tem vindo a investir na aquisição de terrenos e na sua infra-estrutração e desta forma a criar condições para a instalação de empresas e consequentemente para o aumento da oferta de postos de trabalho.

O Grupo Desportivo de Cavez em plena actuação na edição de 2007
O Grupo Desportivo de Cavez em plena actuação na edição de 2007

Cantigas da Liberdade agendadas para 27 de Abril

Na reunião o executivo municipal decidiu também aprovar o regulamento do VIII Encontro de Cantigas da Liberdade. Trata-se de uma iniciativa a realizar no âmbito do programa das comemorações do 25 de Abril, que anualmente regista a participação de vários grupos locais que desta forma exaltam os valores de Abril. Este oitavo encontro, terá lugar no Centro Comunitário de Cavez, no próximo dia 27 de Abril. Todos os grupos, que subirão ao palco para interpretar melodias alusivas à efeméride, em representação de diversas colectividades e instituições concelhias, receberão um prémio de presença no valor de 125 Euros.
De referir ainda que a Câmara Municipal, tem vindo ao longo dos anos a festejar o 25 de Abril, com um vasto programa, que além do Encontro de Cantigas da Liberdade, integra também várias iniciativas sócio-culturais, tais como, chegas de bois, encontros de folclore, exposições, animação musical, sessões evocativsa do 25 de Abril, conferências, entre outras, que anualmente registam grande adesão popular e enaltecem os ideais de Abril.

Equipas de Intervenção Permanente


No dia 20 de Março, no edifício dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, decidiu proceder à assinatura do Protocolo para o Enquadramento de Pessoal Destinado a Integrar as Equipas de Intervenção Permanente.
Esta decisão emerge no âmbito do protocolo de cooperação recíproca celebrado entre a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, a Autoridade Nacional de Protecção Civil e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, através do qual são definidas as obrigações que, cada uma das partes, assume no processo de criação e funcionamento das equipas de Intervenção Permanente, destinadas ao cumprimento das missões que, no Sistema de Protecção Civil estão confiadas aos Bombeiros no que se refere à regularização das condições de contratação e manutenção dos elementos que integrarão essas mesmas equipas.
Neste âmbito, compete às Equipas de Intervenção Permanente assegurar o socorro às populações e permanecer activa nos dias úteis, garantindo ainda um piquete para acorrer a situações de emergência. À Câmara Municipal e à Autoridade Nacional de Protecção Civil, compete fornecer o apoio financeiro necessário para suportar os correspondentes encargos asumidos pelos Bombeiros.

Ratificação de protocolos


Nesta reunião, o executivo decidiu também proceder à ratificação de dois protocolos de colaboração celebrados no âmbito da Semana da Floresta, do Cabrito e do Anho, entre os Baldios de Refojos e de Vila Nune, os Agrupamentos de Escolas de Refojos e do Arco e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, tendo em vista a sensibilização da comunidade para a defesa e protecção da floresta. Neste âmbito, foram disponibilizadas duas parcelas de terreno, com 10.000m2 cada, pelo período de 25 anos, tendo em vista a realização de acções pedagógicas e de outros trabalhos inerentes à manutenção, gestão e preservação destas áreas, contribuindo ao mesmo tempo para sensibilizar a comunidade e a escola para a importância da floresta e das suas potencialidades.
O executivo decidiu ainda, estabelecer um protocolo de cooperação com a Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, destinado à aceitação de estudantes do Curso de Especialização Tecnológica de Contabilidade Pública, para efeitos de formação em contexto de trabalho, a decorrer durante o presente ano de 2008.

Aquisição de terreno e apoio a colectividades


Nesta reunião, a Câmara autorizou a aquisição de uma parcela de terreno com área de 82.500m2, na freguesia de Abadim, pela quantia de 4.125,00 Euros. Esta aquisição destina-se à execução dos arruamentos de acesso à Zona Industrial prevista para aquele local do concelho.
A Câmara decidiu ainda indicar o seu representante para o Conselho Consultivo da Fundação do Museu Nacional Ferroviário, bem como aprovar o Regulamento da Taxa Municipal de Protecção Civil que decorre da recente constituição das Equipas de Intervenção Permanente.
Por fim, o executivo decidiu apoiar a reparação da levada de Casares, na freguesia de Bucos, através do fornecimento de materiais para a execução da mencionada obra. Uma empreitada avaliada em 1092,00Euros que vai certamente beneficiar os agricultores daquela localidade da Serra da Cabreira. Mais decidiu, apoiar a Fábrica da Igreja Paroquial de S. Nicolau, disponibilizando a quantia de 330,00 Euros para ajudar a custear as despesas inerentes à dramatização da via sacra que a paróquia realiza anualmente, no Domingo de Ramos, e que atrai àquela freguesia centenas de pessoas.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.