Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 03-03-2008

SECÇÃO: Informação

Arco de Baúlhe
PISCINA ATRAI CADA VEZ MAIS UTENTES

Aberta ao público no dia 26 de Novembro último, a Piscina Municipal no Arco de Baúlhe tem vindo a receber cada vez mais utentes. Espaço de aprendizagem e prática de natação, mas também de outras modalidades como a hidroginástica, este equipamento tem demonstrado, logo nos primeiros meses de utilização, que foi uma boa aposta do município. Está assim ao dispor da população local, mas também das populações de concelhos vizinhos. São já várias as pessoas que, vindas das freguesias de Cerva, Atei e Mondim de Basto, têm aproveitado e beneficiado das vantagens que esta actividade proporciona ao corpo e ao espírito. E esta procura de utentes, vindos de outras localidades vizinhas, é um bom indicador, até porque algumas pessoas do Arco de Baúlhe não se coibiram de criticar esta Piscina. E ao criticarem os equipamentos construídos na sua terra estão naturalmente a criticar o Arco de Baúlhe e as suas gentes. E isto deve preocupar-nos. Há atitudes e afirmações que não ficam bem mesmo quando feitas em ambiente carnavalesco.
Aqui ficam alguns registos que obtivemos junto das utentes que frequentam a hidroginástica.
Perguntas:
1 – Qual a razão para frequentar esta piscina municipal?
2 – Há quanto tempo a frequenta?
3 – Tem sentido diferenças?
4 – Como teve conhecimentos das actividades desta piscina?
5 – Aconselha-a aos seus amigos?
6 – Aspectos positivos e aspectos negativos?


Maria Amélia Moreira - Cavez

foto

1 – Vim por conselho do médico, dado que tenho problemas de coluna. Aconselhou-me a fazer hidroginástica.
2 – Desde o início de Fevereiro.
3 – Sim, já tenho sentido principalmente nas pernas.
4 – Soube através da Piscina de Cabeceiras. Aconselharam-me a vir para cá.
5 – Com toda a certeza!
6 – Acho que está tudo bem Não tenho nada a apontar.


Maria Alice Campos Gonçalves Basto
Arco de Baúlhe
foto

1 – Necessidade de saúde. Os ossos principalmente.
2 – Comecei há pouco tempo. Mas já frequentava a de Cabeceiras.
3 – Tenho sentido algumas melhoras.
4 – Soube através da Piscina de Cabeceiras.
5 – Aconselho-a vivamente!
6 – Está tudo bem. Quem está a começar é que precisa de mais atenção e apoio.

Maria Manuela Costa Residente em Atei, natural de Cerva
foto

1 – Dá-me mais facilidade em termos de acesso. Além disso, venho pela prática desportiva e por razões de saúde.
2 – Sensivelmente um mês.
3 – Sim, bastantes. Quanto mais não seja, ao nível psicológico.
4 – Ouvi falar a pessoas conhecidas e resolvi experimentar.
5 – Aconselho e gosto muito! A Professora é simpática e daqui a pouco estou a nadar!
6 – Em relação aos aspectos positivos pode-se dizer que é tudo. Só os balneários é que podiam melhorar.

foto
Teresa Miranda – Asnela, Cerva

1 – Pelo bem-estar físico, fundamentalmente.
2 – Sensivelmente um mês e pouco.
3 – Não tenho vindo assiduamente, mas costumava frequentar a de Ribeira de Pena e já noto qualquer coisa.
4 – Ouvi na rádio e soube por outras pessoas.
5 – Aconselho com certeza.
6 – A piscina é muito boa! Só o balneário é que podia ser maior.

Isabel Lourenço – Asnela, Cerva

foto
1 – Principalmente pelo lazer e porque faz bem.
2 – Há cerca de um mês e meio.
3 - Sim. Sobretudo psicologicamente.
4 – Soube pelas minhas colegas.
5 – Sim, aconselho vivamente!
6 – Aspectos positivos, é quase tudo. Podia melhorar o balneário.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.