Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 11-02-2008

SECÇÃO: Reportagem

Delegação Regional de Agricultura do Ave
Promove Concurso de Fumeiro

No âmbito da 12ª edição da Festa da Orelheira e do Fumeiro, realizou-se no dia 2 de Fevereiro, o primeiro concurso para determinar o melhor Salpicão e a melhor chouriça, entre os produtos concorrentes. Este concurso conduzido pela Delegação Regional de Agricultura do Ave, contou com o incentivo e apoio da autarquia de Cabeceiras de Basto e o apoio técnico de várias instituições ligadas ao sector agronómico e desenvolvimento rural.

foto
Segundo apuramos junto da Delegação Regional do Ave - Coordenação técnica das provas, para além do papel pedagógico junto dos produtores, estas provas tiveram como objectivo incentivar a qualidade e a excelência do Fumeiro de Basto e iniciar o processo de caracterização deste produto. Embora o Fumeiro de Basto detenha excelente fama, os seus produtos típicos estão ainda pouco caracterizados, nomeadamente, nas suas propriedades físicas, organolépticas e químicas, assim como receitas utilizadas.

Duas provas cegas

O Concurso realizado constou de duas Provas Cegas Organolépticas, para as quais foram constituídos dois Júri (Chouriço e Salpicão). Cada Júri, constituído por quatro elementos, profissionais, ligados à ciência da gastronomia, ciência da carne e controlo de qualidade agro-alimentar, foram presididos pelos Dr. Nuno Brito (Escola Superior Agrária de Ponte de Lima) e Dr. Reis Torgal (Mordomo-Mor da Confraria Gastronómica da Panela ao Lume). Nas provas participaram também elementos da Direcção Regional de Agricultura do Norte – Delegação Regional do Ave, AMIBA e do Instituto Norte e Qualidade. As classificações dos produtos foram realizadas na presença dos representantes dos concorrentes, que tiveram a oportunidade de verificar a imparcialidade e o método de escolha dos produtos vencedores.
Para cada produto apreciado pelo Júri foi realizado também, um registo de informações técnicas (raça dos suínos utilizados, alimentação, receitas, etc…) sendo ao mesmo tempo recolhida uma amostra para posterior caracterização do ponto de vista físico-químico.
Numa apreciação global dos produtos apresentados a concurso, o Júri salientou a excelente qualidade organoléptica do Fumeiro de Basto, nomeadamente cor, textura, aroma e sabor. No final foram distribuídos os prémios aos melhores classificados (Salpicão e Chouriça) e distribuídos os certificados de participação a todos os concorrentes.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.