Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 11-02-2008

SECÇÃO: Opinião

TEMOS DE ENCONTRAR UM SONHO…

foto
Aquele sonho que se esconde por entre as frinchas do dia que nasceu, hoje e agora;
Aquele, que muitas vezes fica esquecido, quando estamos absorvidos por isto, ou por aquilo…!
Temos de ter a coragem de o fazer nascer e brilhar de novo…
Temos de o voltar a acarinhar para que ele nos saiba agraciar novamente!...
E, se por acaso, o sonho, nunca tenha existido no amanhecer de alguém, que esse alguém o crie agora!
Sejamos pintores, e os artistas do universo que mora no nosso peito. Temos cores, pincéis… Façamos, portanto, a obra – uma obra que seja e não pareça. Assim, tudo estará ao nosso alcance.
Tu… Se não tens um sonho, ainda estás a tempo: inventa, cria… E depois, vais entender que estás a viver. Deixarás essas vestes desbotadas e percorrerás o arco – íris de cada momento… Verás assim, que tudo se ajeita;
Que todos os caminhos parecem planos e que a vida é tão colorida como as cores que utilizaste!
Só tens de encontrar um sonho…
De seguida, brincar um pouco com as coisas, como se nos fizessem cócegas ao adormecer… É tão importante que viremos as “ coisas de pernas para o ar”!!...
Um dia, perceberemos o quanto sonhar é imprescindível…. O quanto é errado não se perder tempo ao “ virar as coisas do avesso”!!!
E quando esse dia chegar, sejamos repouso para nós mesmos e abracemos a tranquilidade de saber que fizemos tudo aquilo que era para ser feito…
E o sonho terá valido a pena!

Por: Magda Teixeira

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.