Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-11-2007

SECÇÃO: Espaço Universitário

Universidade do Minho soma e segue no Badminton

A Universidade do Minho (UMinho) recebeu no dia 8 de Novembro o I Open de Badminton, incluído na primeira fase de apuramento para os Campeonatos Nacionais Universitários (CNU’s). Os atletas eram na sua maioria do Minho, mas as Associações de Estudantes das Universidades de Viseu, Aveiro, Porto e Lisboa também estiveram representadas.

foto
Na competição masculina, a UMinho apresentou na competição os atletas João Rodrigues, Nélson Peixoto, Manuel Lopes, Rui Almeida, João Graça, André Lameiras, Tiago Veloso e Paulo Pereira. De Aveiro vieram os atletas Carlos Sobrinho e João Monteiro. Luís Freitas e Bruno Oliveira foram os escolhidos para representar Viseu. E apresenta-se pelo Porto, directamente da faculdade de Desporto, Amadeu Fernandes.
Já no feminino, a UMinho foi representada por Carla Guimarães e Inês Castro. Da cidade de Lisboa veio Inês Nero e da cidade invicta Ana Filipa Sousa.
foto
As atletas, como eram só quatro, decidiram tudo na fase de grupos. Ana Sousa mostrou-se a atleta mais fraca do grupo, visto não ter ganho nenhum set. Inês Castro só conseguiu ganhar à adversária da Universidade do Porto. E Carla Guimarães só perdeu com a vencedora do Open, Inês Nero.
Os atletas masculinos foram divididos em quatro grupos, dois desses grupos com quatro elementos e os outros dois com três. Desta fase qualificaram-se dois jogadores de cada grupo.
Nos quartos de final, Paulo Pereira perdeu frente a João Rodrigues, Luís Freitas perdeu igualmente contra Bruno Oliveira, João Graça ganhou a João Monteiro e Rui Almeida venceu o confronto com André Lameiras.
De destacar que os quatro jogos realizados foram ganhos com facilidade, pois nunca foi preciso desempatar num terceiro set.
Dos quatro jogadores das meias de final, três eram do Minho. Rui Almeida defrontou o seu colega João Rodrigues, tendo este último acabado por sair vitorioso do confronto. João Graça, chegou mais uma vez sem dificuldades à final, depois de jogar frente a Bruno Oliveira da Escola Superior de Tecnologia de Viseu.
foto
A final foi em ambiente descontraído, em pleno fair play entre dois colegas, João Graça, o vencedor do Open e João Rodrigues, um atleta que esteve sempre à altura.
Um dia descontraído, bem organizado, em que os jogadores foram também árbitros, sempre com espírito de companheirismo e muito divertimento.
É de salvaguardar que as atletas femininas tiveram mais espectadores e uma claque mais efusiva, neste desporto que é o segundo mais praticado no Mundo e que os atletas do Minho sonham levar alto.

Marina Mota
Fotografia – Nuno Gonçalves

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.