Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-10-2007

SECÇÃO: Última Página

Vinte anos depois
Palácio da Justiça de Cabeceiras é uma realidade

No desfecho deste jornal, o Ecos de Basto tomou conhecimento de que o Secretário de Estado Adjunto e da Justiça, Dr. Conde Rodrigues, se desloca a Cabeceiras de Basto no próximo dia 19 de Outubro, para presidir à cerimónia de assinatura do auto de consignação da obra de construção do Palácio da Justiça.

Duas perspectivas do Palácio da Justiça
Duas perspectivas do Palácio da Justiça
Ao que apurámos, trata-se de um investimento que ascende os dois milhões de euros e que é o culminar de um processo que dura há vinte anos. É do conhecimento público que as instalações onde actualmente funciona o Tribunal Judicial de Cabeceiras de Basto, ou seja no edifício do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, não reúnem as melhores condições.
Ao que apurámos a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, consciente desta situação, tem vindo ao longo de vários anos a desenvolver diligências com a finalidade de construir o novo Palácio da Justiça.
Assim, segundo informação divulgada, em Julho de 2001, foi assinado um protocolo entre esta Autarquia e o Ministério da Justiça tendo em vista a construção deste importante equipamento público. Através daquele protocolo, a Câmara Municipal, comprometeu-se a ceder uma parcela de terreno, o que veio a acontecer nesse mesmo ano, localizado na Avenida Cardeal António Ribeiro, em Refojos.
Ainda durante 2001, foi lançado o concurso público para a elaboração do projecto de execução desta obra de grande importância para os Cabeceirenses, tendo mesmo sido considerada no Orçamento Geral do Estado, nos anos de 2003, 2004 e 2005, respectivamente, com 100, 50 e 75 mil euros.
foto
Passados os anos e ainda que estando concluído o projecto, os Governos anteriores não demonstraram vontade em construir o Palácio da Justiça, pese embora todos os esforços e contactos feitos pela Câmara de Cabeceiras que nunca foram atendidos pelos titulares da pasta da Justiça dos executivos PSD-CDS/PP.
A construção deste equipamento, cujo auto de entrega da obra, será formalizado no dia 19 de Outubro, é fundamental para os serviços judiciais do concelho.
Duas décadas volvidas, os Cabeceirenses assistem ao início da construção do Palácio da Justiça. Uma informação que desenvolveremos mais pormenorizadamente na próxima edição deste jornal.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.