Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-10-2007

SECÇÃO: Opinião

foto
ARMANDO LEÇA (09.09.1891-21.01.1977)
Um dos maiores vultos da música regional portuguesa

O Minho é criador no seu Cancioneiro,
e dele se escoa seiva melódica até além do Tejo,
filtrando-a cada região a seu modo.
III

O Prof. Armando Leça não se quedava pela mera recolha musical.
Procedia também ao registo fonográfico e fotográfico dos executantes, nos locais onde passava.
Por iniciativa da Comissão Executiva dos Centenários, sob a sua direcção e colaboração de grupos Regionais, foi organizada uma Discoteca da Musica Popular Portuguesa, com registo de som pela Emissora Nacional (1940).
Gravações estas que a incúria acabou por inutilizar.
Por tudo o que fez pela música regional, é justamente considerado um dos maiores vultos da investigação da música regional portuguesa.
No fim de uma das suas palestras, Viana da Motta, que presidiu à sessão, proferiu a respeito de Armando Leça a seguinte frase, que este sempre considerou o maior elogio que recebeu: Meus senhores: este rapaz acaba de nos dar uma lição sobre a nossa música! Peço que o aplaudam, mas de pé, como eu vou fazer.
Principais instituições de que fez parte:
Sócio do Orfeão Lusitano, Orfeão de Matosinhos, Clube de Leça; no Brasil do Orfeão Português e Casa do Porto, da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia, Sociedade Martins Sarmento, Instituto Histórico do Minho, Internacional Folk Council, entre outros.
Foi Professor Honoris Causa do Conservatório Brasileiro de Música e foi agraciado pelo governo brasileiro com a medalha “Sylvio Romero”.
Para finalizar a apresentação de tão distinta personalidade da música regional, transcrevo algumas das referências que admiradores lhe fizeram:
foto
· Óscar da Silva: “ Pelos artigos publicados em revistas musicais, colecção de melodias populares e canto corais colhidos em várias regiões do país, coloco-o, desde já, Armando Leça, num lugar de destaque entre os músicos mais ilustrados, mais sérios e de maior valor de Portugal”.
· Carolina Michaelis: “ Grande artista e patriota”
· Severo Portela: “ Alma gloriosa da minha terra”
· Antero de Figueiredo: “ Belo espírito nacionalista”
· Moreira de Sá: “ Não há canto do país que este apaixonado folclorista não tenha visitado mais de uma vez, colhendo escrupulosamente uma incomparável colecção de canções regionais que ele conhece como ninguém.”
Bem como muitos outros vultos da cultura portuguesa e estrangeira.
Estimados leitores, tive a honra de vos apresentar o Prof. Armando Leça.

afreitas@iol.pt
(continua)

Por: Américo Freitas

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.