Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-09-2007

SECÇÃO: Região

VISITA ÀS ESCOLAS E ABERTURA DE CURSO PROFISSIONAL DE TURISMO MARCAM INÍCIO DE ANO LECTIVO EM CABECEIRAS DE BASTO

A visita à Escola Básica de Refojos e a abertura do Curso Profissional de Turismo na Escola Tecnológica de Lameiros marcou a agenda do Presidente da edilidade, Eng.º Joaquim Barreto, no primeiro dia de aulas em Cabeceiras de Basto.
Acompanhado pela Vereadora da Educação Prof.ª Stela Monteiro, pela Presidente do Agrupamento de Escolas de Refojos, Prof.ª Maria do Céu Caridade e técnicos responsáveis pela área da educação no município, o autarca verificou in loco o arranque de mais um ano lectivo, desta feita a funcionar sob as novas orientações do Ministério da Educação e tendo em conta o reordenamento escolar concelhio.

Presidente da Câmara numa sala de aula na EB1 de Refojos
Presidente da Câmara numa sala de aula na EB1 de Refojos
Mais de três centenas de alunos, vão no presente ano frequentar a escola EB 1 da sede da vila, estabelecimento de ensino que foi adaptado para receber crianças não só da freguesia de Refojos, mas também de outras freguesias como Abadim, Outeiro e Riodouro, que ali foram integrados, originando uma nova organização quer ao nível do serviço de refeições, quer ao nível da rede de transportes. Esta escola, a maior do concelho, dispõe no presente ano, de aulas de enriquecimento curricular tais como desporto, ensino de inglês, música e artes plásticas, bem como serviço de refeições, garantindo desta forma melhores condições de ensino.
Na ocasião, o Presidente da Câmara falou com alunos e professores, dando a conhecer as metodologias adoptadas e manifestando total disponibilidade e colaboração no sentido de contribuir para o sucesso escolar. Por fim, visitou as salas recentemente construídas naquele estabelecimento de ensino para receber os novos alunos. Recorde-se que a implementação da carta educativa é o culminar de um longo processo e da elaboração de um estudo prévio em diálogo com as Escolas, Juntas de Freguesia e outras instituições e actores locais, no âmbito do qual os estabelecimentos escolares funcionam integrados em territórios educativos, de forma articulada, com o objectivo de atenuar os aspectos negativos do isolamento em que se encontravam algumas das escolas do concelho.
Nesta perspectiva e de acordo com as opções da Carta Educativa, que mereceram, previamente “luz verde” do Conselho Municipal de Educação, da Câmara e da Assembleia Municipal, a realidade do sistema educativo de Cabeceiras de Basto passa pela dinamização vários Centros Escolares para o 1º Ciclo, para além de Escolas Básicas do 2º e 3º Ciclo e das Escolas Secundárias.
Abertura do Curso de Turismo na Escola Tecnológica de Lameiros
Abertura do Curso de Turismo na Escola Tecnológica de Lameiros
A Câmara Municipal espera que desta profunda transformação, resultem melhores condições para a prática lectiva de alunos e professores e também maior sucesso escolar e educativo para a sua população mais jovem, num aposta clara na qualificação dos cabeceirenses.

Curso Profissional de Turismo

A Autarquia Cabeceirense tem vindo a apostar na qualificação das suas gentes proporcionando condições de aprendizagem e consequentemente de valorização dos recursos humanos desta terra. Qualificação esta, que passa por diferentes graus de ensino. Neste âmbito, o Presidente da Câmara Municipal procedeu no dia 18 de Setembro à abertura do Curso Profissional de Turismo, que se encontra a funcionar na Escola Tecnológica de Lameiros, em Refojos, e que resulta da parceria estabelecida com a Escola Profissional de Fermil. Nesta opção do ensino secundário oficial estão inscritos quinze alunos, que durante três anos vão frequentar este estabelecimento, obtendo no final a equivalência ao 12º ano de escolaridade.
Trata-se por isso, de mais uma aposta na valorização dos recursos humanos desta gente de Basto, de quem o edil espera empenho e aproveitamento já que contribuirá certamente, para a sua valorização pessoal e profissional, para uma melhor integração no mercado de trabalho ou para a criação do próprio emprego e desta forma, para a dinamização económica do concelho e consequentemente para uma melhor qualidade de vida.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.