Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-09-2007

SECÇÃO: Região

Formação
Município aposta na qualificação e formação de jovens

Fruto de uma parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, a Emunibasto e os Centros de Formação de Chaves e de Basto, vinte jovens têm agora uma nova oportunidade de qualificação e formação profissional na área das Técnicas Alimentares e Bebidas. O curso tem uma duração de três anos e, uma vez concluído, equivale ao 12º ano.
Vinte formandos frequentam a partir do dia 10 de Setembro, no edifício multiusos do mercado municipal, o Curso de Técnicas Alimentares e Bebidas.

O edifício do Mercado Municipal acolhe várias acções de formação técnico-profissional
O edifício do Mercado Municipal acolhe várias acções de formação técnico-profissional
Trata-se de uma acção de formação que resulta da parceria entre a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, o Centro de Formação de Chaves e o Centro de Emprego de Basto, que durante três anos, vai proporcionar aos formandos inscritos a aquisição de conhecimentos técnicos alimentares e de bebidas, garantindo em simultâneo a equivalência ao 12º ano de escolaridade e a certificação profissional nesta área. Uma nova oportunidade de qualificação e formação que visa contribuir para a sua posterior inserção no mercado de trabalho. Oportunidade, que o edil Cabeceirense, Eng.º Joaquim Barreto, espera ver aproveitada por todos os que frequentam esta acção, quer em prol da sua valorização pessoal e profissional, quer na criação do próprio emprego e na dinamização económica do concelho.

Qualificar os jovens e os recursos humanos da região

O Presidente da Câmara considerou na ocasião, que esta é uma área com futuro e como tal uma oportunidade laboral, já que o turismo é um dos sectores económicos em crescimento. Referiu ainda que o turismo de natureza tem cada vez mais procura e como tal é necessário estar preparado para dar respostas a quem nos visita. Respostas essas que passam por uma boa prestação de serviços, nomeadamente no que respeita à restauração e hotelaria. Por fim, o autarca apelou para o empenho dos formandos na aquisição de novos conhecimentos que serão certamente uma mais valia para melhorar a qualidade de vida e o seu bem-estar.
Nesta cerimónia, onde estiveram presentes também formadores e responsáveis da autarquia pela área da formação, o director do Centro de Emprego de Basto disse, na ocasião, tratar-se de um curso pensado em função das necessidades. Com boas perspectivas de inserção no mercado de trabalho, mas cuja oportunidade agora criada é preciso ser agarrada pelos formandos a quem pediu que valorizem toda a aprendizagem que vão receber, pois trata-se de uma actividade em expansão que com empenho e espírito de iniciativa pode ser bem sucedida e garantir o acesso ao emprego com mais facilidade.
Da mesma opinião partilhou o Director de Serviços do Centro de Formação de Chaves que, na ocasião, agradeceu a frutífera colaboração que tem recebido por parte da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e que tem sido bem sucedida. Referiu ainda que esta é uma oportunidade para que os jovens com o 9º ano de escolaridade têm de frequentar um curso técnico durante três anos, adquirir novos conhecimentos e competências e desta forma, obter uma certificação escolar e laboral, viabilizando ainda a prossecução dos estudos, no ensino universitário, já que uma vez concluído, equivale ao 12º ano. Por fim apelou a todos os formandos que aproveitem esta oportunidade que considerou única e fruto de uma parceria que, desta forma, aposta na qualificação dos jovens e na valorização dos recursos humanos desta terra. Salientou ainda que os alunos que frequentam o Curso de Técnicas Alimentares e Bebidas usufruem mensalmente de uma bolsa que os apoiará na prossecução da sua formação.
O Ecos de Basto soube que a Autarquia Cabeceirense tem em curso várias acções de formação, seja na área da jardinagem, da electricidade, da banca e seguros, prevendo-se a abertura, em breve, dos cursos técnico profissional de turismo, curso de especialização tecnológica de desenvolvimento de produtos multimédia, curso de operador florestal/recursos cinegéticos, acções equivalentes a diferentes graus de ensino mas que resultam da parceria encetada com vários organismos com o objectivo de valorizar e qualificar as gentes desta terra de Basto, abrindo caminhos para novas oportunidades de emprego e de desenvolvimento.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.