Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-08-2007

SECÇÃO: Região

Unidade Móvel de Saúde reforça Posto de Atendimento

Uma unidade móvel de saúde “mais abrangente” chegou no dia 22 de Agosto às populações mais sertanejas de Cabeceiras de Basto. A partir de agora as pessoas passam a beneficiar de serviços médicos, sociais e administrativos, completando desta forma, o serviço prestado até agora através do Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão, um projecto lançado e implementado pela Câmara Municipal em 2003.

O Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão está em funcionamento desde 2003
O Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão está em funcionamento desde 2003
Fruto de um protocolo, estabelecido a 15 de Maio do corrente ano, entre a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e a Sub-Região de Saúde de Braga, entrou em funcionamento uma unidade de saúde “mais abrangente”, que passa a beneficiar, de serviços médicos, sociais e administrativos, as populações que residem nos lugares e freguesias mais serranas desta terra de Basto.
Um médico, dois enfermeiros, assistentes sociais e administrativos são os profissionais “destacados” para, em dois veículos automóveis, percorrer a serra e prestar auxílio às comunidades mais afastadas da sede do concelho.
O Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão (PMAC), que disponibiliza uma enfermeira e administrativo, será reforçado com a Unidade Móvel de Saúde (UMS), constituída por uma enfermeira e uma assistente social e “sempre que se justifique” um médico acompanhará as unidades móveis, garantiu o Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto. Os veículos passam assim, a cobrir toda a serra, cujas freguesias eram até aqui abrangidas na sua maioria.

Diagnóstico detalhado

Destinado a reforçar a prestação de cuidados de Saúde, uma enfermeira do Centro de Saúde e uma técnica da Autarquia ao serviço da UMS, estão já a fazer um levantamento mais detalhado das situações existentes, tendo em vista uma melhor identificação e acompanhamento dos casos.
Esta Unidade Móvel de Saúde tem como objectivo a prestação de cuidados de saúde primários de proximidade a estratos sociais mais desfavorecidos, tendo em conta que o índice de envelhecimento da população tem vindo a aumentar significativamente nos últimos anos, vivendo muitos dos idosos em aldeias afastadas da sede do concelho e cuja vulnerabilidade face aos condicionalismos de saúde são mais elevados.
Esta UMS desloca-se, com periodicidade regular, a cada uma das freguesias seleccionadas como área de intervenção prioritária, numa estratégia de aproximação à comunidade.
Nesta parceria, a Autarquia responsabiliza-se pela viatura, motorista e custo de seguros, enquanto que a Sub-Região disponibiliza a equipa de saúde definida tendo em vista garantir o seu funcionamento e fornece o material médico-cirúrgico e consumível a utilizar na prestação de cuidados, despesas até agora assumida pela Câmara Municipal e que doravante serão partilhadas com o Centro de Saúde local.
Feito o diagnóstico, a UMS procederá à elaboração de um plano de intervenção para fazer chegar a casa das pessoas um médico tendo em vista garantir a prestação deste tipo de apoio, garantiu Joaquim Barreto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.