Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-07-2007

SECÇÃO: Região

CENTRO DE EMPREGO DE BASTO VAI AVANÇAR

Um investimento de 738.850,00 Euros a efectuar junto à antiga estação do Arco de Baúlhe e que vai abranger os quatro Municípios de Basto.

Maquete do novo Centro de Emprego
Maquete do novo Centro de Emprego
Está aberto o concurso para a apresentação de propostas para a construção do novo edifício do Centro de Emprego de Basto, a localizar na Praça da Estação do Arco de Baúlhe. Publicado no Diário da República do passado dia 2 de Julho, o anúncio do concurso estabelece o terminus da entrega de propostas até ao dia 6 enquanto que a abertura das mesmas está agendada para o dia 7 de Agosto. A reabilitação do edifício existente – Casa dos Maquinistas – e a construção nova para ampliação daquela, tem um prazo de execução de 300 dias e o preço base do concurso ascende a 738.850,00 € (cerca de 150 mil contos). Abertas as propostas, seguem-se a apreciação, relatório, adjudicação e celebração do contrato com o adjudicatário o que, cumpridos todos os trâmites legais dentro dos prazos estabelecidos, a obra poderá iniciar-se no último trimestre do corrente ano.
Segundo informação divulgada, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e o Ministério do Trabalho e da Solidariedade, cientes de que as instalações da Casa do Povo do Arco de Baúlhe, onde estavam localizados os serviços do Centro de Emprego, não reuniam já as condições mínimas para satisfação das necessidades daqueles serviços e que abrangem todo o território das Terras de Basto: Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de Basto e Ribeira de Pena, desenvolveram negociações, no segundo trimestre do ano 2005, tendo em vista a construção de um novo edifício. Para que tal fosse possível a Câmara Municipal doou ao Instituto do Emprego e Formação Profissional a “Antiga Casa dos Maquinistas” e logradouro anexo, bem como uma parcela de terreno com área de 300 m2 de espaço público do largo da estação, localizado no Arco de Baúlhe.

Incêndio acelerou nova construção

De referir que já depois destas negociações terem iniciado e da doação do terreno, um violento incêndio destruiu por completo a Casa do Povo, em Setembro de 2005, edifício que até então albergou o Centro de Emprego, agravando assim as condições da prestação do serviço de emprego e formação profissional, uma vez que, apesar da autarquia ter, de imediato, disponibilizado novas instalações no Museu das Terras de Basto, a solução encontrada na ocasião revestiu-se de carácter provisório, resolvendo a situação até à conclusão da obra de construção do novo edifício.
A abertura do concurso para a construção do Centro de Emprego de Basto, é assim o refelxo de que o processo está em andamento e que cumpirdas as formalidades e prazos legais, a obra terá o seu início. A este propósito, a Câmara Municipal congratulou-se com esta decisão que representa um passo importante para a concretização do projecto que vai trazer melhores condições, e maior comodidade e funcionalidade aos serviços e aos utentes de toda a região de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.