Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-04-2007

SECÇÃO: Região

Município de Cabeceiras comemora 25 de Abril

À semelhança do que vem sucedendo em anos anteriores o Município de Cabeceiras de Basto comemorou o 25 de Abril, com um conjunto de acções lúdicas, desportivas e culturais, tendo em vista assinalar este marco da história deste país que libertou o povo português de 48 anos de submissão a um regime despótico e ditatorial.
Conferências, exposições, cantigas, tertúlias, provas desportivas, entre outras, recordaram neste concelho os princípios e os valores de Abril, que uma organização conjunta da Câmara Municipal e da empresa EMUNIBASTO, com a colaboração da Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, da Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe, dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, da Associação Roladores de Basto e ainda da Banda Cabeceirense, levaram a cabo, mobilizando e envolvendo os cabeceirenses das diferentes faixas etárias durante seis dias.

Momento de poesia abrilhanta abertura da exposição
Momento de poesia abrilhanta abertura da exposição
“Um olhar sobre o 25 de Abril”

"Um olhar sobre o 25 de Abril" é o mote da Exposição que se encontra patente ao público até ao próximo dia 22 de Maio, na Casa Municipal da Cultura. Trata-se de uma colectânea de trinta e dois trabalhos realizados pelos alunos que frequentam o 1º ciclo das escolas deste concelho reflectindo olhares de quem não presenciou esta Revolução dos Cravos, mas cujo acontecimento lhes abriu caminho para uma vida melhor, pautada pela liberdade e pela democracia.
Declamação de poemas e um recital de poesia, da responsabilidade da ARCA, abrilhantaram a inauguração desta exposição que pode ser visitada de Segunda a Sexta-feira, entre as 9h00 e as 12h30m e entre as 14h00m e as 17h30m, naquele espaço cultural da vila.
Concerto da Banda Cabeceirense
A Banda Cabeceirense em plena actuação
A Banda Cabeceirense em plena actuação

Associando-se às comemorações do 25 de Abril, a Banda Cabeceirense, promoveu no dia 21 de Abril, um Concerto destinado aos sócios e aberto a todo a população. Uma noite musical que atraiu numeroso público, que com entusiasmo assistiu a este maravilhoso serão promovido por esta centenária filarmónica.

Vinte e um grupos entoaram Cantigas da Liberdade

No dia 22 de Abril, o 7º Encontro de Cantigas da Liberdade, reuniu no Centro Comunitário de Cavez, 21 grupos, em representação de outras tantas colectividades e associações locais, interpretando melodias de Abril.
Esta iniciativa, que contou ainda com a animação musical do “Grupo RS3”, desta vila, atraiu várias centenas de pessoas que ali se deslocaram para assistir e se associar ao programa festivo do 25 de Abril.
No dia 22 de Abril, realizou-se também o II Cross Country, prova desportiva na qual estiveram presentes 19 participantes, tendo como cenário a Serra da Cabreira.

A Tertúlia recordou o 25 de Abril em Cabeceiras de Basto
A Tertúlia recordou o 25 de Abril em Cabeceiras de Basto
Tertúlia "O 25 de Abril em Cabeceiras de Basto"

O dia 23 de Abril, foi assinalado com a realização de uma tertúlia alusiva ao tema “O 25 de Abril em Cabeceiras de Basto”. Esta jornada que teve lugar no Auditório Municipal Ilídio dos Santos, recordou vivências do antigo regime, a revolução dos cravos e os acontecimentos vividos em Cabeceiras de Basto. Regime esse, que o primeiro Governador Civil do Distrito de Braga do pós 25 de Abril, Dr. José Sampaio, lembrou perante dezenas de pessoas que ali acorreram para participar nesta tertúlia que contou ainda com a presença do Dr. Raul Peixoto, figura encarregue de, na ocasião, promover sessões de esclarecimento junto da população Cabeceirense. Estiveram ainda presentes autarcas e cidadãos que pertenceram à Comissão Administrativa nomeada para acompanhar a implementação do novo regime democrático e a preparação das primeiras eleições para o poder local, uma das grandes conquistas de Abril.
Centenas de pessoas participaram  no jantar comemorativo promovido anualmente pela ADIB
Centenas de pessoas participaram no jantar comemorativo promovido anualmente pela ADIB
O ex-Governador Civil do Distrito de Braga, lembrou os tempos difíceis do antigo regime a que se associaram outras vozes presentes, realçando a ausência de direitos e de serviços, tais como o Serviço Nacional de Saúde, na ocasião inexistente. Por sua vez, o Dr. Raul Peixoto que apesar de considerar que “é quase impossível transmitir à juventude o que era o 24 de Abril”, realçou ainda a importância de lembrar esta data e de não deixar “cair” direitos conquistados pelo povo com a Revolução dos Cravos.

Jantar comemorativo reúne cabeceirenses

Jantar comemorativo do 25 de Abril
Jantar comemorativo do 25 de Abril
A noite do dia 24 foi como habitual, reservada ao jantar comemorativo do 25 de Abril, que desde há muitos anos junta centenas de democratas em franca e fraterna confraternização. Organizado pela Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, este contou com mais de duas centenas de pessoas que ali se deslocaram para conviver e recordar os ideais de Abril.

25 de Abril Sempre

Entrega de troféus aos vencedores das provas desportivas que registaram a presença de quase uma centena de atletas
Entrega de troféus aos vencedores das provas desportivas que registaram a presença de quase uma centena de atletas
No dia 25 de Abril, data comemorativa da Revolução dos Cravos, teve lugar, no edifício dos Paços do Concelho, com guarda de honra, o hastear da Bandeira Nacional, seguindo-se uma sessão solene da Assembleia Municipal para lembrar e enaltecer os valores e os princípios que a Revolução do 25 de Abril de 1974, trouxe ao povo português.
Os Presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, respectivamente Joaquim Barreto e Serafim China Pereira pautaram as suas intervenções por afirmações elogiosas a todos quantos organizaram, desencadearam e participaram na “Revolução dos Cravos”, evocando, igualmente, os benefícios da Liberdade e da Democracia que retiraram o país de 48 anos de ditadura.
foto
Joaquim Barreto elegeu o Poder Local como uma das grandes conquistas de Abril, realçando na circunstância os serviços, as obras e os investimentos efectuados quer no Município, quer no país, conseguindo com isso patamares de desenvolvimento susceptíveis de trazer para as populações uma melhor qualidade de vida.
Lembrar o 25 de Abril, marco importante da nossa história recente, sinónimo de conquista e de liberdade, é lembrar a queda de um regime despótico, onde as explorações, as perseguições políticas e da censura estavam bem presentes, disse o edil Joaquim Barreto. O 25 de Abril, veio devolver as capacidades cívicas de cidadania ao povo, permitindo que cada cidadão seja igual perante a lei e possa eleger e ser eleito em sufrágios livres e democráticos. É conferir às pessoas o direito de reunião e de associação, criando partidos e movimentos políticos, sindicais e patronais. É permitir a criação de um sistema político representativo e a consolidação do poder local, obreiros dos ideais de Abril, que nos últimos 30 anos têm vindo a materializar e a concretizar projectos, seja na educação, na saúde, na justiça, no sector económico, realizando obras e lançando iniciativas.
foto
Na ocasião, o Presidente da Câmara, apelou para a necessidade de continuar a sentir, a identificar, a viver, a afirmar e a consolidar os valores e os princípios do 25 de Abril, com esperança e confiança no futuro. Joaquim Barreto apelou também a todos os autarcas que saibam honrar a democracia adquirida, que se envolvam, que participem, que apresentem projectos e que, todos, continuem a trabalhar e ajudem a construir um país mais moderno e desenvolvido, garantindo “mais e melhores condições de vida das gentes que confiaram a nobre missão de os servir, com empenho, determinação, rigor e serenidade”.
foto
Os representantes dos partidos com assento na Assembleia Municipal, Isabel Coutinho, pelo PS, Custódia Manuela Magalhães, da coligação PSD- CDS/PP e José Manuel Marques da CDU, discursaram nesta cerimónia para darem, também, uma nota positiva da Revolução do 25 de Abril, das transformações por ela operadas e ainda de esperança num futuro cada vez melhor onde a justiça, a solidariedade e a fraternidade continuem a ser as bases essenciais que impulsionem o país.
Centenas de pessoas deslocaram-se ao Centro Comunitário de Cavez para ouvir os 21 grupos presentes no Encontro das Cantigas da Liberdade
Centenas de pessoas deslocaram-se ao Centro Comunitário de Cavez para ouvir os 21 grupos presentes no Encontro das Cantigas da Liberdade
Finda a cerimónia oficial, as celebrações do 25 de Abril em Cabeceiras de Basto, prosseguiram durante o dia com a Corrida da Liberdade, entre Arco de Baúlhe e a vila sede do concelho, um espectáculo com a participação do grupo de Música Popular Sta Cruz e as tradicionais e muito apreciadas chegas de bois, realizadas no Parque do Mosteiro com forte adesão popular.





A Guarda de Honra e o hastear da Bandeira Nacional deram início às cerimónias solenes evocativas do 25 de Abril, nos Paços do Concelho
A Guarda de Honra e o hastear da Bandeira Nacional deram início às cerimónias solenes evocativas do 25 de Abril, nos Paços do Concelho

foto

foto






























© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.