Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-03-2007

SECÇÃO: Região

Pela Câmara
ANTIGA LINHA DO TÂMEGA SERÁ ECOPISTA

Sob a presidência do Engº Joaquim Barreto reuniu no dia 8 de Março, no edifício dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.
Segundo informação divulgada, dos assuntos tratados em agenda, o destaque foi para a decisão do executivo municipal em estabelecer um protocolo de colaboração com a REFER tendo em vista a reconversão da antiga linha do comboio do Vale do Tâmega em Ecopista, permitindo a sua utilização para percursos pedestres, de bicicleta ou qualquer outra não motorizada.

Um aspecto da Estação do Arco de Baúlhe
Um aspecto da Estação do Arco de Baúlhe
Esta Ecospista permitirá à população residente e aos visitantes, um contacto mais próximo com o património natural, nomeadamente, as paisagens verdejantes, as aldeias e o rio Tâmega, assim como, com o património arquitectónico e histórico, de que é exemplo a Estação do Arco de Baúlhe, onde actualmente está instalado o Museu das Terras de Basto e também, o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, entre outros motivos de interesse concelhios de que realçamos o Centro de Educação Ambiental de Vinha de Mouros e a Pista de Pesca Desportiva de Cavez.
Com o presente protocolo a REFER cede à Câmara Municipal a utilização desta plataforma, para adaptação e utilização como Ecopista visando fins turísticos e/ou de lazer, ficando ainda encarregue de elaborar o estudo prévio do projecto de arranjo urbanístico. Por sua vez, todas as obras de limpeza, reabilitação, adaptação e conservação serão suportadas pela Autarquia Cabeceirense, que pagará uma taxa anual de 1.570 euros. Com uma validade de 25 anos, este contracto contribuirá não só para uma melhor conservação de parte da antiga Linha Ferroviária do Tâmega, assim como desenvolver projectos lúdicos, sociais e desportivos, dinamizando esta infra-estrutura, à semelhança do que havia feito com a recuperação e adaptação da antiga estação de caminhos de ferro da vila do Arco de Baúlhe, num equipamento cultural de importante dimensão.

Câmara apoia 53 jovens

Nesta reunião de Câmara, o executivo decidiu aprovar a lista definitiva dos candidatos admitidos às bolsas de Estudo no ano lectivo 2005/2006. O apoio concedido, no âmbito do regulamento para a concessão de apoios a estratos sociais desfavorecidos, permitirá apoiar cinquenta e três jovens cabeceirenses que, presentemente, se encontram a frequentar diferentes graus de ensino. A Câmara Municipal distribuirá pelos estudantes bolseiros, um valor global de 22.353,00 euros, com o objectivo de ajudar estes jovens com menores recursos financeiros a prosseguir os estudos. Esta medida, que vem sendo implementada no concelho de alguns anos a esta parte, reflecte a aposta da Câmara Municipal na educação, formação e valorização dos recursos humanos existentes neste concelho.

Encontro de Cantigas da Liberdade regulamentado

À semelhança dos anos anteriores, a Câmara Municipal com o apoio da empresa Emunibasto tem vindo a promover no âmbito das comemorações do dia 25 de Abril, um concurso destinado às colectividades e associações concelhias por forma a enaltecer este dia que assinala a liberdade de um povo, a sua libertação. Nesta óptica, o Executivo Municipal decidiu aprovar na reunião, o regulamento referente ao VII Encontro Cantigas da Liberdade, a dinamizar no âmbito das comemorações do 25 de Abril, que terão lugar neste concelho no próximo mês.

Câmara apoia colectividades

A Câmara, decidiu ainda, apoiar a Junta de Freguesia de Abadim, bem como a Associação de Caça e Pesca daquela localidade, através da cedência temporária das instalações da antiga escola primária de Travassô. Trata-se de um parceria que viabiliza a realização de diversas actividades sócio-culturais e desportivas, em prol da população, permitindo de igual forma que a Associação de Caça e Pesca tenha um local para realizar reuniões ou encontros de caçadores.
Por fim, o executivo municipal deliberou ratificar os pedidos de informação prévia solicitados pelas colectividades, Cruz Vermelha de Arco de Baúlhe, Centro Social da Paróquia de Cavez e ADIB- Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, sobre a viabilidade de construção de três equipamentos de cariz social, educativo e formativo a promover pelas mesmas no âmbito do programa PARES, neste concelho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.