Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-02-2007

SECÇÃO: Região

Por decisão do Governo
CABECEIRAS DE BASTO É SEDE DE DELEGAÇÃO REGIONAL DE AGRICULTURA

Das oito Delegações Regionais do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas a instalar em toda a região do Norte, uma delas fica sediada em Cabeceiras de Basto, por decisão do Governo já publicada em portaria no Diário da República do dia 28 de Fevereiro.
Segundo informação divulgada, a escolha de Cabeceiras de Basto para sede de uma Delegação Regional de Agricultura decorre da anunciada e agora concretizada reforma do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas.
Esta unidade orgânica descentralizada vai depender da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte que exercerá um papel fundamental de adequação, eficiência e simplificação na sua relação com os utentes do serviço público, funcionando ainda como instrumento intermediário de execução e controlo, estabelecendo as interacções entre as políticas do Governo, os cidadãos e os agentes económicos, por forma a promover a nível regional e local uma maior diversificação económica e a criação de emprego.
Com esta reforma, é feita a fusão das Direcções Regionais de acordo com as NUT’s II (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve) e os seus serviços deslocalizados, partindo do princípio que o modelo orgânico e funcional actual se encontra esgotado.
A agora criada Delegação Regional de Agricultura com sede em Cabeceiras de Basto, que ficará em instalações próprias deste Ministério, tem como área de influência e de intervenção concelhos que estão incluídos na NUT do Ave.
Em comunicado enviado às redacções, “a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, logo que tomou conhecimento desta decisão governamental, regozijou-se com o facto, considerando a medida um prémio a um concelho do interior de grandes tradições agrícolas, pecuárias e florestais e um estímulo importante para o desenvolvimento de uma terra do mundo rural que aspira a um futuro melhor”.
Sublinhe-se que, para além de possuir instalações que são pertença do Ministério da Agricultura, Cabeceiras de Basto é servida por uma rede de estradas em boas condições, com destaque para a ligação recente à A7 que coloca este concelho a 20 minutos de Guimarães, a 30 minutos de Braga, a 40 minutos de Amarante e 50 minutos do Porto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.