Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-01-2007

SECÇÃO: Região

Um milhar de crianças a cantar os Reis em Cabeceiras de Basto

Cerca de um milhar de crianças reuniram-se no dia 19 de Janeiro, no Pavilhão Gimnodesportivo de Refojos para ouvir os seus pares a cantar os tradicionais Reis. Tratou-se do oitavo Encontro de Cantadores de Reis das Escolas, organizado pela Câmara Municipal e pela empresa Emunibasto, que, com a participação dos Agrupamentos de Escolas de Arco de Baúlhe, Cavez e Refojos, reviveram uma antiga tradição desta terra de Basto. Pretendeu-se, através da realização desta iniciativa junto dos mais jovens, estimular a defesa do património cultural local, promovendo em simultâneo a recriação dos Cantares dos Reis por parte das Escolas e dos seus alunos que se encontram a frequentar o primeiro ciclo do ensino básico e pré-escolar, neste concelho.

Muita alegria e animação irradiou por todo o gimnodesportivo
Muita alegria e animação irradiou por todo o gimnodesportivo
Dezassete foi o número de grupos presentes, sendo que sete representaram o Agrupamento de Escolas de Refojos, oito, o Agrupamento de Escolas do Arco de Baúlhe e dois do Agrupamento de Escolas de Cavez. Este é o reflexo da adesão que a iniciativa tem vindo a registar ao longo dos últimos anos e que conta com a colaboração empenhada e com o entusiasmo de educadores professores e auxiliares de acção educativa dos estabelecimentos de ensino de Cabeceiras de Basto.
De referir ainda que este ano, o encontro de cantadores de reis das escolas registou um aumento qualitativo significativo, isto porque a maioria dos grupos que se apresentaram em palco, têm vindo a frequentar ao longo do ano, aulas de música, actividade extracurricular “imposta” pelo Ministério da Educação e que permitiu leccionar esta “disciplina” junto das crianças do primeiro ciclo do ensino básico.
"Reizinhos" de palmo e meio cantaram os reis
"Reizinhos" de palmo e meio cantaram os reis
Além da componente pedagógica e recreativa, os grupos inscritos tiveram ainda direito a um prémio de presença no valor de 60 euros em material pedagógico e no final, um lanche convívio distribuído a todas as crianças presentes. Uma tarde diferente para estes meninos e meninas que de forma graciosa desfilaram os seus trajes, nos quais se reflecte o gosto e o empenho com que os pais, educadores e auxiliares engalanaram as crianças participantes, recriando quadros etnográficos de grande beleza.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.