Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-01-2007

SECÇÃO: Golpe de vista

GOLPE DE VISTA
Grande Participação

Fiquei surpreendido com a elevada participação da população Cabeceirense nos espectáculos dos Reis das Escolas e Concurso de Cantares das Janeiras que decorreram no Pavilhão Desportivo de Refojos, nos passados dias 19 e 21 de Janeiro, respectivamente.
Cerca de um milhar de crianças dos Jardins de Infância e das Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico do concelho, acompanhados dos seus educadores, professores e auxiliares de acção educativa, participaram na iniciativa “Reis das Escolas”, organizada pela Câmara Municipal, através da Emunibasto, E. M. Foram também muitos os pais, tios, avós, padrinhos, irmãos, entre outros familiares, que estiveram presentes para ver e ouvir os pequenos cantores em cima do palco. Uma extraordinária moldura humana aplaudiu entusiasticamente os dezassete grupos que cantaram letras e músicas dos Reis. E alguns desses grupos até claque trouxeram. Foi muito bonito ver tantas crianças vestidas com trajes tradicionais e, se alguns mais envergonhaditos não abriram tanto assim as boquitas, a maioria cantou e cantou bem. A isto não terão sido alheias as aulas de educação musical em curso de que beneficiam todos os alunos do primeiro ciclo no âmbito das actividades de enriquecimento curricular Estão todos de parabéns.
Domingo, vinte e um de Janeiro, trinta grupos a Cantar as Janeiras levaram àquele Pavilhão aproximadamente duas mil pessoas. Vindos de quase todas as freguesias, vinte e três grupos participaram no concurso e os restantes sete no Encontro de Cantares. De facto, o que me surpreendeu foi a quantidade de Cabeceirenses que passaram aquela tarde de domingo ouvindo e aplaudindo a participação dos diferentes concorrentes. Segundo a organização este ano foi batido o recorde de participantes. Estou convencido que também o número de espectadores foi o maior de sempre. Estas iniciativas realizam-se para proporcionar aos Cabeceirenses momentos de convívio e diversão e ao mesmo tempo servem para reviver tradições. Com toda a certeza os objectivos foram conseguidos. A organização está de parabéns. Quando assim é, podemos todos dizer, valeu a pena. A população aderiu.
A. C

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.