Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-01-2007

SECÇÃO: Região

Pela Câmara
Autarquia apoia colectividades

Decorreu no dia 11 de Janeiro, no edifício dos Paços do Concelho e sob a presidência do Engº Joaquim Barreto, a primeira reunião do executivo municipal do ano 2007. Executivo este, que sofreu algumas alterações, com a saída do vereador a tempo interior, Dr. António Pinto (que agora passa a exercer funções a meio tempo) e a entrada da Profª Ana Stela Monteiro, que assume funções na Câmara Municipal como vereadora a tempo inteiro.
Nesta reunião, dos vários assuntos tratados o destaque vai para a decisão do executivo municipal em continuar a apoiar as agremiações e colectividades locais, tendo em vista a prossecução das actividades previstas nos respectivos Planos de Actividades.
Nesta óptica o executivo municipal decidiu atribuir à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, um subsídio monetário no valor de 5000 Euros, verba que se destina a apoiar a aquisição de uma ambulância para o transporte de sinistrados, doentes e urgências pré-hospitalares que se desloquem aos serviços de saúde concelhios.
Também a Associação dos Zés-Pereiras de Basto, sedeada em Refojos, recebeu a quantia de 750 euros para ajudar a custear as despesas inerentes à aquisição de uma viatura destinada a transportar este grupo. Desde a sua fundação tem vindo a desenvolver um trabalho notório na promoção e divulgação da cultura popular Cabeceirense, especialmente no que diz respeito aos tocadores de bombos, tambores e gigantones, co-organizadores do Encontro de Bombos que, anualmente, decorre no âmbito das tradicionais Festas concelhias em honra de S. Miguel.
O executivo autorizou igualmente a atribuição de um subsídio no valor de 4000 euros, ao Centro Cultural e Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal tendo em vista apoiar a realização de diversas actividades que o mesmo pretende levar a cabo.
Por sua vez, e segundo informação divulgada, a Câmara Municipal, enquanto entidade gestora da Zona de Caça e Pesca Municipal de Cabeceiras de Basto, decidiu estabelecer um protocolo de colaboração com o Cavez, Clube de Caça e Pesca, tendo em vista definir quais as obrigações e os direitos das partes no âmbito da realização da montaria ao javali levada a cabo naquela localidade do concelho.

Câmara Estabelece protocolo com IEFP

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto decidiu nesta reunião estabelecer também, um protocolo de colaboração com o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional no âmbito do Decreto-Lei nº 220/2003, de 3 de Novembro. Trata-se de uma norma que aprovou o quadro legal da reparação da eventualidade de desemprego dos trabalhadores por conta de outrem e que veio introduzir um conjunto de medidas que visam a activação dos beneficiários de prestações de desemprego, as quais se traduzem numa maior exigência no modo como é efectivada a sua disponibilidade no sentido de desenvolverem esforços de procura activa de emprego. O presente protocolo permite assim, o desenvolvimento de acções conjuntas no âmbito do acompanhamento dos desempregados beneficiários de prestação de emprego, nomeadamente, o cumprimento do dever de apresentação quinzenal, previstas no respectivo diploma no sentido de promover e propiciar o desenvolvimento de medidas de apoio à procura activa de emprego e da melhoria das condições de empregabilidade destes cidadãos.
A Câmara decidiu por fim, autorizar a abertura da segunda fase do Concurso Público para a empreitada de “reabilitação do imóvel do Centro de Emprego de Basto”.


© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.