Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-12-2006

SECÇÃO: Região

EXECUTIVO APROVOU PLANO DE ACTIVIDADES E ORÇAMENTO
Aumentar a capacidade produtiva, a competitividade, a criação de emprego e fixar as pessoas são algumas das prioridades constantes nestes dois documentos

O desenvolvimento económico passa pela criação de novas áreas industriais no concelho
O desenvolvimento económico passa pela criação de novas áreas industriais no concelho
A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou no dia 14 de Dezembro, em reunião do executivo, o Plano de Actividades e Orçamento proposto para o ano de 2007.
Nos documentos, nos quais se renova a aposta no desenvolvimento integrado e sustentado deste concelho, assim como na valorização e dignificação das pessoas e na promoção do seu bem-estar e da sua qualidade de vida, podemos informar que os mesmos reflectem intervenções em todas as áreas de actuação da Autarquia, mas com uma atenção acrescida para a capacidade produtiva e competitiva visando o desenvolvimento económico e social do Município.
Assim sendo, a educação, desporto, cultura, lazer e turismo recebem 29% de dotação financeira deste orçamento, os arranjos urbanísticos e urbanizações, 17,1%, os edifícios 12,4%, a economia, industria e energia 10,0%, o ambiente (águas, saneamento, cemitérios e resíduos sólidos) 9,9%, a rede viária 9,8%, a acção social 6,1% e a maquinaria e equipamento 5,7%, tal como se pode verificar em mapa anexo.


Um novo ciclo de desenvolvimento

foto
As opções efectuadas no Plano de Actividades e Orçamento para 2007, que atinge 17,2 milhões de euros, são o reflexo do novo ciclo de desenvolvimento que o concelho atravessa e que incide na dinamização da actividade económica, através da construção de parques empresarias, potenciadores da criação de empresas e emprego, bem como na promoção do sector do Turismo, e ainda na concretização da Carta Educativa Concelhia que inclui também um significativo investimento em outras obras e iniciativas de extrema relevância para o nosso concelho, que significam, efectivamente, uma antecipação de ganhos e benefícios relevantes para a qualidade de vida das populações e para a continuação do desenvolvimento de Cabeceiras de Basto.
O Plano de Actividades e Orçamento para 2007, além de reflectir uma nova orientação, onde a fase da construção das infra-estruturas vai estando concluída, apostando-se agora em outras políticas dirigidas para outros tipos de necessidades, para a inclusão social, para a qualificação e para o bem estar das populações, obedece a quatro eixos considerados fundamentais para o desenvolvimento equilibrado e sustentado do Município.

Administração, cidadania e aprofundamento da democracia

Ciclo de Conferências imprimem dinâmicas de futuro à sociedade cabeceirense
Ciclo de Conferências imprimem dinâmicas de futuro à sociedade cabeceirense
Neste capítulo estão previstas várias acções que visam estabelecer uma relação de proximidade e abertura para com os cidadãos, através da prestação de serviços quer na Loja do Munícipe, quer no Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão apostando-se na generalização do Cartão do Munícipe e potenciando a informatização dos serviços da Câmara Municipal, por forma a tirar proveito das possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias de informação e comunicação destinadas a uma gestão mais eficiente, mais transparente e mais próxima dos cidadãos. A protecção e a segurança das pessoas, bem como a defesa da floresta são igualmente áreas a privilegiar.

Educação, desporto, cultura, lazer e turismo
Novos equipamentos desportivos atraem a juventude
Novos equipamentos desportivos atraem a juventude

O sector da educação inclui a realização de diversas intervenções previstas na Carta Educativa Concelhia, nomeadamente no que se prende com a concretização dos Centros Escolares, bem como nos jardins de infância e escolas do 1º ciclo enquadradas com as alterações previstas na Rede Escolar, propostas pelo Ministério da Educação para o ano lectivo 2007/2008. Será dada prioridade à criação de espaços para serviços de refeições e para o desenvolvimento de actividades de enriquecimento curricular. A Internet nas escolas, o desporto escolar, a natação, os transportes escolares, as acções de formação para adultos, o apoio aos clubes da floresta e aos projectos educativos e ainda a dinamização de diversos equipamentos municipais, estão também previstos neste sector.
Pretende-se igualmente, segundo informação divulgada, continuar a realizar um programa anual de animação, aprofundando, valorizando e lançando iniciativas em parceria com entidades públicas e privadas, tendo em vista uma cada vez maior adesão e participação dos diferentes públicos desde os mais idosos aos mais jovens.
Neste âmbito, estão previstos o apoio às colectividades, associações e clubes, a dinamização dos equipamentos existentes e a construção de outros, destacando-se a beneficiação e dinamização do Posto de Fomento Cinegético de Moinhos de Rei, a dinamização da Zona de Caça Municipal e a continuação do ordenamento cinegético do concelho, para além da beneficiação, reformulação e criação de espaços para Praias Fluviais e áreas de banhos, a beneficiação a Pista de Pesca Desportiva de Cavez, a construção de novos equipamentos desportivos e o fomento da prática de novas modalidades. A dinamização dos espaços Internet e do Conselho Municipal da Juventude, bem como a continuação do Ciclo de conferência “Políticas de Futuro” estão, igualmente, previstas neste PAO.

Ambiente, património, planeamento e requalificação territorial

Beneficiação de construção de ETAR'S visam uma melhor prestação de serviço aos cabeceirenses
Beneficiação de construção de ETAR'S visam uma melhor prestação de serviço aos cabeceirenses
É intenção da autarquia, de acordo com os documentos aprovados, continuar a dedicar especial atenção à qualidade ambiental, destacando-se, nesta área, a conclusão da Agenda 21 local.
No que se prende com o abastecimento de água, destaca-se a construção e ampliação de sistemas de abastecimento de água nas freguesias, assim como o reforço e/ou beneficiação de captações, a construção e beneficiação de reservatórios, a beneficiação de ETA’s e as captações de água e nascentes.
No que se prende com o saneamento, a Autarquia prevê a construção e ampliação de redes de saneamento, a beneficiação de ETAR’s e elevatórias, tendo em vista aumentar a prestação de serviços neste sector e melhorar o atendimento, passando pela integração dos sistemas de “alta” e “baixa” no sistema Multimunicipal de Água e Saneamento do Vale do Ave.
No sector dos resíduos sólidos pretende-se continuar a melhorar o serviço prestado, alargando a recolha de lixo, através da REBAT e procedendo à construção de uma Estação de Transferência e Ecocentro, em Vila Nune.
Ao nível dos cemitérios, estão previstas intervenções em várias freguesias, nomeadamente no que se refere a ampliações, e no apoio à construção de diversas casas mortuárias nas freguesias.
O trabalho de planeamento e ordenamento dos espaços do território onde se pretende intervir, incide na conclusão da revisão do Plano Director Municipal, na revisão do Plano de Pormenor da Quinta do Mosteiro e na conclusão dos Planos de Urbanização das vilas de Arco de Baúlhe, Cavez e Refojos.

Desenvolvimento Económico e Social


Neste sector, a Autarquia vai continuar a apostar na vertente turística, tendo por objectivo transformar as potencialidades do concelho em recursos turísticos. Salienta-se assim, a implementação de um plano integrado de desenvolvimento das zonas rurais e de montanha, o apoio à construção de uma unidade hoteleira na sede do concelho, a promoção das casas florestais, assim como, da gastronomia, dos produtos locais, da paisagem natural e do lançamento de novas iniciativas capazes de gerar emprego e riqueza para o Município, tais como a criação de uma incubadora de empresas, a revitalização do gabinete de apoio ao investidor e a dinamização do fundo “Basto Investe”, no âmbito do programa FINICIA.

Área social
Habitações sociais em Arco de Baúlhe proporcionam melhor qualidade de vida
Habitações sociais em Arco de Baúlhe proporcionam melhor qualidade de vida

Nesta área a prioridade são as pessoas, sobretudo as mais carenciadas, procurando ir de encontro à satisfação das suas necessidades. Assim, está previsto o relançamento do Conselho Local de Acção Social, através do plano de acção para 2007, no âmbito da Rede Social, a promoção dos Espaços de Convívio e Lazer para idosos, bem como, continuar a construção de Habitação Social e a beneficiação de casas degradadas, a dinamização da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco e ainda apoiar os trabalhos desenvolvidos em benefício de pessoas com deficiência, do associativismo e da animação social, cultural e desportiva.

Construção e beneficiação de estradas e caminhos municipais
Beneficiação de caminhos rurais prevista neste Plano
Beneficiação de caminhos rurais prevista neste Plano


O Plano contempla rompimentos, alargamentos, beneficiações, repavimentações e pavimentações de mais estradas e caminhos para ligar lugares e freguesias entre si e para prosseguir a ligação de Cabeceiras de Basto aos concelhos vizinhos.


Urbanizações e requalificação de espaços públicos


O documento contempla trabalhos de valorização dos principais núcleos urbanos e logradouros públicos, nomeadamente através da continuação da requalificação da Rua do Arco, em Arco de Baúlhe e da reformulação dos espaços urbanos, assim como a beneficiação e o embelezamento das áreas de descanso existentes ao longo da rede viária.
Este Plano de Actividades e Orçamento manifesta igualmente a intenção de apoiar a Administração Central, na concretização das novas instalações do Centro de Emprego das Terras de Basto, no Arco de Baúlhe, na construção do Palácio da Justiça, na construção da Variante às EENN 210-205 (corredor urbano) entre o Arco de Baúlhe e Lameiros, Refojos, para além da construção de uma Central de Biomassa, que permita o aproveitamento dos resíduos florestais, a prevenção dos incêndios, a produção de energia e a criação de emprego.
Também na área da recuperação e adaptação de imóveis de valor patrimonial e histórico, destaca-se a construção de uma central de Reservas do Museu das Terras de Basto, a continuação da beneficiação e requalificação do edifício dos Paços do Concelho, bem como dar continuidade aos trabalhos de beneficiação da antiga Casa dos Magistrados.
De referir por fim, que o conjunto de opções apresentado no Plano de Actividades, resulta de um trabalho efectivo e profícuo de diálogo, de participação e de colaboração, com diversos agentes locais, nomeadamente, com as Juntas de Freguesia e também com as forças políticas da oposição que, nos termos da Lei, foram ouvidas sobre os documentos aprovados em reunião da Câmara, adiantou fonte municipal

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.