Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-11-2006

SECÇÃO: Região

De 27 de Novembro a 3 de Dezembro
Cabeceiras de Basto acolhe Festival de Teatro

Encontra-se a decorrer em Cabeceiras de Basto mais uma edição do Festival de Teatro. Trata-se de uma iniciativa da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e da EMUNIBASTO, E.M., que com o apoio da ARCA – Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe, das Juntas de Freguesia de Arco de Baúlhe, Cavez, Refojos, da Fundação A J Gome da Cunha, bem como do Ministério da Cultura, Instituto das Artes – Território das Artes e da Escola EB 2,3 de Arco de Baúlhe, tem como objectivo divulgar e dinamizar a arte de representar no concelho, nomeadamente nas localidades de Arco de Baúlhe, Cavez, Refojos e em Cabeceiras de Basto – S. Nicolau, através da realização de várias sessões, proporcionando em simultâneo a todos os amantes da mesma, serões animados por espectáculos teatrais de qualidade.

foto
“Maldita Matemática”, foi a peça que abriu este ciclo de teatro, no dia 27 de Novembro. Direccionada sobretudo para os mais jovens, este espectáculo foi apresentado pela "Dois Pontos Associação Cultural", no Salão Multiusos do Mercado Municipal, tendo registado a participação de numeroso público.
Por sua vez, no dia 30 de Novembro, a Fundação AJ Gomes das Cunha acolheu a peça “Tribulações de um aldeão na cidade de Lisboa”, que foi apresentada pela GATA – Grupo de Teatro Amador da Arca.
A fechar este jornal informamos, ainda que o festival de Teatro se prolonga até ao próximo dia 3 de Dezembro, sendo que para o dia 1 de Dezembro, será a vez do Arco com a apresentação das peças “A Farsa de Inês Pereira” interpretada pela "Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos" e também “Tribulações de um aldeão na cidade de Lisboa”, pela GATA – Grupo de Teatro Amador da Arca. Os espectáculos terão lugar na Escola EB 2,3 daquela vila Arcoense, a partir das 21h30m.
No dia 2 de Dezembro é a vez do Auditório Municipal de Cabeceiras de Basto acolher as peças “Morta em fuga” pela companhia de teatro amador “A fazer Cenas”, de Leça da Palmeira, seguida da entrada em palco da peça “Tribulações de um aldeão na cidade de Lisboa”, levada a cena pela GATA – Grupo de Teatro Amador da Arca. Os espectáculos teatrais estão marcados para as 21h30m.
No dia 3 de Dezembro, último dia do evento, o teatro vai para a vila de Cavez, mais precisamente para o centro Comunitário daquela localidade, que desta forma acolhe a peça “Tribulações de um aldeão na cidade de Lisboa”, levada a cena pela GATA – Grupo de Teatro Amador da Arca, um espectáculo agendado para as 17h30m.
Segundo informação divulgada, esta iniciativa cultural, está inserida numa estratégia levada a cabo pela autarquia Cabeceirense e pela Emunibasto, de dinamizar as várias componentes da cultura popular, valorizando-as, tal como o teatro, a arte de representar, muito do agrado da nossa gente, divulgando ao mesmo tempo os talentos existentes.
Esta, como outras actividades promovidas pela Câmara Municipal e pela Emunibasto assentam numa lógica de parceria e descentralização, que têm como principal objectivo levar junto das pessoas a residir em diferentes localidades, o contacto com outras formas de expressão artística, contribuindo assim para valorizar e enriquecer intelectualmente as gentes desta Terra de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.