Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-11-2006

SECÇÃO: Associações Vivas

Agostinho Alves Pinto -Presidente da PROBASTO


foto

Ecos de Basto - Há quanto tempo V. Exa. exerce funções enquanto Presidente desta Associação tão dinâmica? Qual o balanço deste mandato?
Agostinho Alves Pinto - Na qualidade de Presidente da Direcção desde Junho de 2005, apesar de já no mandato anterior pertencer à Direcção mas no cargo de Vice-Presidente. O mandato tem sido bastante positivo. Tem sido desenvolvido um trabalho de continuidade muito importante levando a cabo actividades e projectos importantes para Basto.

E.B - Sendo a PROBASTO uma Associação constituída por quatro concelhos, como funciona, na prática, esta parceria em prol do desenvolvimento local?
A.A.P - A Probasto enquanto associação não é apenas constituída pelos municípios de Basto. A Parceria que a constitui é composta por outras entidades que actuam nos concelhos que constituem esta região.
A área de intervenção da Associação é que é a área dos quatro concelhos.
O interesse da existência de uma estrutura como a Probasto é possibilitar o desenvolvimento de iniciativas / projectos de interesse supraconcelhio, conseguindo assim uma massa crítica mais forte e consistente. Este trabalho em parceria permite também potenciar e optimizar os recursos necessários para levar avante esses projectos, quer sejam humanos, financeiros e técnicos.

E.B - Neste momento, quais são os projectos em curso da PROBASTO?
A.A.P - Para além da gestão e acompanhamento do Programa LEADER +, que está neste momento na recta final, temos promovido projectos formativos, essencialmente destinados a desempregados de longa duração. O último projecto de formação que promovemos terminou no mês passado e decorreu em Ribeira de Pena. Era um curso de “Cozinha” e que deu a possibilidade às catorze formandas que o frequentaram serem certificadas ao nível do 9ª ano e ainda a possibilidade de poderem vir a ter carteira profissional de “Cozinheira”.
Está igualmente em curso o projecto Parques com Vida apoiado pelo Programa EQUAL.
É claro que o trabalho da Associação não se fica por aqui. Estamos sempre atentos às oportunidades de desenvolvimento de novos projectos e parcerias que vão surgindo. Temos até, neste momento, em fase de apreciação duas candidaturas, uma à ON – Operação Norte e uma outra ao EEA GRANTS – Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu.

E.B - O desenvolvimento das Terras de Basto é um parâmetro que nos interessa muito, que projectos e metas inovadoras a PROBASTO tem guardadas para o futuro?
A.A.P - Nas intervenções até agora levadas a cabo pela Probasto, nomeadamente através das várias fases do PIC LEADER +, desenvolveu-se um grande esforço na recuperação de património, reabilitação de espaços públicos, apoio a actividades produtivas na área dos produtos locais e sua promoção e ainda a promoção turística da área de intervenção.
Neste momento o grande objectivo da Probasto é ser novamente acreditada como entidade gestora do PIC LEADER, à semelhança do que aconteceu nas três fases anteriores do LEADER.
Como se sabe o próximo período de programação (2007-2013) está em fase de ultimação e brevemente iniciar-se-á a sua implementação. Basto pode ter neste instrumento uma última boa oportunidade de intervenção ao nível do desenvolvimento rural com recursos comunitários.
Na nossa opinião a grande aposta de trabalho deverá ser centrada no reforço do tecido produtivo da região e na criação de emprego. Paralelamente procurar-se-á complementar as intervenções mencionadas com outros instrumentos financeiros, nomeadamente, ao nível da formação e qualificação de recursos humanos, criação de serviços de proximidade à população, entre outros.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.