Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-11-2006

SECÇÃO: Associações Vivas

foto
PROBASTO - Associação de Desenvolvimento Rural de Basto

Terras de Basto é uma “região” que começa a intensificar-se como uma marca de referência a nível nacional nos diversos vectores, quer na sua gastronomia,quer nas tradições singulares, paisagens paradisíacas de encanto natural e produtos regionais.
Assim sendo, a Associação Viva deste mês é uma Associação que existe em prol do desenvolvimento das Terras de Basto, divulgando pelos lugares longínquos as nossas potencialidades, atraindo o turismo rural.
Terras de Basto é uma “região” que começa a intensificar-se como uma marca de referência a nível nacional nos diversos vectores, quer na sua gastronomia,quer nas tradições singulares, paisagens paradisíacas de encanto natural e produtos regionais.
Peça de teatro realizada pelo grupo de formandas do Curso EFA de serviço de mesa
Peça de teatro realizada pelo grupo de formandas do Curso EFA de serviço de mesa
Assim sendo, a Associação Viva deste mês é uma Associação que existe em prol do desenvolvimento das Terras de Basto, divulgando pelos lugares longínquos as nossas potencialidades, atraindo o turismo rural.

Na ansiedade de desenvolver as quatro terras de Basto (Cabeceiras de Basto, Mondim de Basto, Ribeira de Pena e Celorico de Basto) que, na sua origem, muito têm em comum, as Câmaras Municipais, Cooperativas Agrícolas, Associações locais e Serviços Públicos, levaram à implementação de um Plano de Desenvolvimento Agrícola Regional (PDAR) de Basto, do qual resulta, em 1986, o nascimento da Associação PROBASTO. Esta associação que teve a honra de ter sido o primeiro PDAR a ser aprovado no País, surge assim, duma parceria que teve subjacente o objectivo de debater e colmatar os problemas de desenvolvimento nestas terras, hoje conhecidas como Terras de Basto.
A PROBASTO foi, assim, um passo estratégico no quadro de um trabalho de partenariado e de paridade institucional, que as entidades de Basto souberam desenvolver para encarar os seus problemas e integrar as suas soluções, para as quais, acima de tudo, todos assumiram responsabilidades.
Reunião concelhia para apresentação do projecto Parques com Vida realizada em Mondim de Basto
Reunião concelhia para apresentação do projecto Parques com Vida realizada em Mondim de Basto
Sendo constituída inicialmente, em Agosto de 1991, pelas Autarquias dos concelhos que integram as Terras de Basto, pela Caixa de Crédito Agrícola Mútuo e pela Associação Mútua de Seguro de Gado – Mútua de Basto, viu a sua constituição alargada a outras entidades locais que se associaram mais recentemente, tais como: UNILSETE – União Juvenil das Sete Freguesias; Empresa Municipal – Qualidade de Basto; Rural Basto – Cooperativa Desenvolvimento Agro-Florestal de Basto, CRL e Grupo Cultural e Recreativo de Mondim de Basto.

PROMOÇÃO DO NOME E DAS RIQUEZAS DA REGIÃO

O objectivo central da Probasto é promover Basto e os seus recursos endógenos, naturais e culturais, da qual não é possível atingir sem um trabalho de continuidade. É assim que nesta linha de actuação, implícita ou explicitamente, se vem desenvolvendo um trabalho de afirmação de Basto no plano interno e externo à Região.
Festa do Vinho de Basto, promovida pela Probasto por doze anos consecutivos
Festa do Vinho de Basto, promovida pela Probasto por doze anos consecutivos
Um dos objectivos da PROBASTO é “vender” o nome de Basto, afirmado ao nível da qualidade das suas produções. A divulgação dos produtos locais em torno do nome de Basto é uma estratégia facilitadora da sua comercialização e é, no contexto regional, que a sua afirmação melhor passará para o exterior. Os vinhos verdes de Basto, os fumeiros de Basto, o artesanato de Basto, as carnes verdes do Barrosão, Maronês e Cabrito da Serra, o mel e outros produtos locais comuns aos quatro concelhos, devem constituir um verdadeiro Cabaz de Produtos Qualidade de Basto, como estratégia de actuação.
Em 1992, foi criado um Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Local (GADL) e, posteriormente, durante a vigência do Leader II, um Gabinete de Apoio ao Investidor. De salientar, também, que no âmbito do Leader I, a PROBASTO desenvolveu e apoiou Formação específica na área do Turismo em Espaço Rural (TER), bem como outro tipo de formação profissional, com o intuito de qualificar os recursos humanos das nossas terras.
A valorização e comercialização dos produtos locais têm sido uma aposta constante nos planos de Acção Local apresentados nas diferentes fases do Programa Leader. O trabalho desenvolvido permitiu já, para além da definição do Caderno de Normas de Produção com vista à certificação de produções, o registo das denominações de origem (DOP e IGP) das Carnes de Barrosão, Maronês, Cabrito da Serra e Mel, como apoiar um conjunto significativo de projectos na área das agro-indústrias, produtos da agricultura biológica e artesanato, aos quais pretendemos associar uma lógica de valorização em torno da definição do Cabaz de Produtos atrás referenciado.

A afirmação de Basto é um trabalho de todos e que a todos deve envolver. É com este espírito de afirmação regional na articulação das acções concretas que a PROBASTO pretende basear na sua estratégia de actuação.

Os principais eixos de actuação da PROBASTO prende-se essencialmente num conjunto de acções propostas nos Planos de Acção, no âmbito dos Programas Leader, Leader II e Leader +, que se pretende que funcione como um todo articulado entre si, consubstancia-se em cinco grandes eixos de actuação.
Assim sendo, na tentativa de resumir os eixos de actuação desta Associação polivalente, começamos pela afirmação de Basto no contexto interno e externo, da qual foram e continuam a ser desenvolvidas várias acções para cimentar esta consciência regional de Basto e a sua afirmação no exterior, tais como: Encontros de Basto; Campanha de Promoção de Basto; Material Promocional de Basto e seus Produtos; Promoção de Espécies Animais Autóctones; Apoio a Iniciativas de Animação das Terras de Basto; Valorização e Divulgação do Potencial Cultural e Literário das Terras de Basto; Centro de Documentação de Basto.

VALORIZAR O PATRIMÓNIO E O TURISMO

Outro eixo é a valorização do património cultural e natural como via de afirmação regional. As características paisagísticas, patrimoniais e humanas que tornam Basto como zona típica, homogénea e de grande identidade e autenticidade, constituem enorme potencial a merecer acções concretas de actuação e com reflexos para o desenvolvimento das actividades ligadas ao turismo.
Ao longo das três fases do Programa Leader foram desenvolvidas, estando outras previstas nesta 3ª Fase (LEADER +), um conjunto de acções significativas em ordem a este objectivo: Dinamização das associações culturais locais; Apoio a estruturas na área da animação; Aldeias de Tradição; Criação de núcleos museográficos; Valorização e recuperação de património arquitectónico; Inventário dos solares de Basto; Campanha de sensibilização para a preservação do património natural de Basto; Jornadas sobre o ambiente; Criação e Valorização de espaços Verdes; Criação de Laboratório de Fogo; Criação de Etar’s Biológicas; Criação de Estruturas Dinamizadoras da Preservação do Ambiente.
Paralelamente, a PROBASTO incide no impacto económico directo do turismo. Mercê do trabalho desenvolvido durante o Leader I e com o apoio de outros programas, a capacidade de alojamento nas Terras de Basto aumentou significativamente, quer ao nível do alojamento TER, quer do campismo e até de novas residenciais. Neste plano, a PROBASTO apoia tecnicamente e enquadra os potenciais investimentos na área do alojamento, organiza a oferta turística de Basto e canaliza esforços para a área de animação e promoção, aspectos a merecer uma atenção especial. Daí que, para além do apoio directo ao T.E.R. durante o Leader I, já antes referido, foram e continuam a ser desenvolvidas acções nesse sentido, tais como: Circuitos Turísticos; Criação e Revitalização de Espaços de Lazer; Estruturas de Apoio à Animação Fluvial e Turística; Apoio à Criação de Serviços na Área do Turismo; Apoio a Estruturas na Área da Animação; A revitalização das Casas de Pasto Rurais; Pontos de Apoio ao Campismo Rural.

PROJECTAR NO EXTERIOR OS PRODUTOS LOCAIS
Festa do Vinho de Basto, promovida pela Probasto por doze anos
Festa do Vinho de Basto, promovida pela Probasto por doze anos

Outra vertente é a valorização e comercialização de produtos locais. Na prossecução deste objectivo, eis algumas das acções desenvolvidas mais relevantes: Apoio à criação de Postos de Venda de Artesanato e apoio à Produção; Apoio à criação de Material Promocional e presença em Feiras e mercados da especialidade; Apoio à distribuição do Maronês, Barrosão e Cabrito de Serra e sua promoção; Apoio à criação de um Centro de investigação e Desenvolvimento Animal da Serra da Cabreira; Revitalização de Feiras Tradicionais; Apoio à promoção dos Vinhos de Basto; Selecção e avaliação enológica das principais castas da Região; Reforço da capacidade tecnológica da Cooperativa de Vinhos de Basto; Pólos de Demonstração e ensaios de Fruticultura; Preservação e fomento da Camélia; Apoio à Agro Industria de Basto; Apoio às Produções de qualidade; Apoio à Dinamização e Modernização de Pequenas Estruturas Produtivas; Criação de Postos de Venda.
Por último, mas não findando as diversas actividades que esta Associação realiza em prol do desenvolvimento das nossas terras, esta embate no reforço da capacidade de intervenção das entidades locais. Neste último eixo de actuação, a PROBASTO recai sobre o apoio à consolidação de uma estrutura dinamizadora do desenvolvimento local e simultaneamente posto de intercâmbio de experiências e de relacionamento com outras micro-Regiões. De entre as acções desenvolvidas e previstas mais relevantes destacamos: Funcionamento e apoio técnico do GAL; Acções de Cooperação Nacional; Acções de Cooperação Transnacional; Apoio à modernização dos serviços das Associações e Cooperativas de agricultura; Apoio à criação de serviços na Área de Turismo.
Outro projecto inovador intitulado “Parques com Vida” estabelece parceiras, para além da Probasto, com o ICN – Instituto de Conservação da Natureza, Instituto Para o Desenvolvimento Agrário da Região Norte (IDARN), a Direcção Regional de Agricultura do Entre Douro e Minho (DRAEDM), a Associação de Desenvolvimento dos Concelhos da Raia Nordestina (CoraNE), a Douro Superior - Associação de Desenvolvimento e a Associação de Desenvolvimento das Regiões do Parque Nacional da Peneda Gerês (Adere-PG). Os Público-alvo do projecto são as entidades, empresários e população local, que desenvolvam a sua actividade na área geográfica de influência dos parques, em produtos/serviços com ligações à tradição, promoção e valorização do património natural, produzido e edificado existente.
Com este conjunto de acções e preojectos a PROBASTO assume-se como uma associação de referencia nas Terras de Basto, onde o saber, a tradição e os produtos genuínos tem lugar de destaque na senda do desenvolvimento rural de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.