Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-11-2006

SECÇÃO: Golpe de vista

GOLPE DE VISTA

Muito
Obrigado, Presidente!


Acho que os Cabeceirenses não podem deixar de lhe estar muito gratos quando olham para o PIDDAC - Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central, para o ano 2007, e vêem que a dotação orçamental para o nosso concelho ascende a quase nove milhões de euros, ou seja, na moeda antiga, um milhão e oitocentos mil contos.
Quantas viagens, quantos telefonemas, quantas reuniões, quantos contactos foram necessários para conseguir estas verbas para Cabeceiras de Basto? Bem podemos imaginar que não foi tarefa fácil. O montante previsto é o segundo maior do distrito, no conjunto dos catorze concelhos. De facto, só Braga consegue uma dotação superior.
Mas, com toda a certeza que a inscrição destas verbas no Programa de Investimentos para o próximo ano, só foi possível porque a sua estratégia de desenvolvimento há muito está delineada e há muito tempo trabalha nela. O Palácio da Justiça, a Unidade de Internamento, o Centro de Emprego de Basto e a Variante às EN 205 e 210, entre o nó da Auto-Estrada 7 e a Zona Industrial de Lameiros, são os grandes investimentos que esperavam verbas para que as obras pudessem ter início. Agora, vamos a elas!
Acredito que os Cabeceirenses continuarão a reconhecer, agora e no futuro, como reconheceram no passado, o seu amor à terra, a sua capacidade de trabalho, a sua vontade férrea e determinação de desenvolver a nossa terra.
Por tudo isto, muito obrigado, Presidente!

A.C.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.