Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-10-2006

SECÇÃO: Região

EDP promove Encontros com a Imprensa Regional
e apresenta novos serviços de energia

A EDP-Distribuição promoveu no dia 24 de Outubro, um Encontro com a Imprensa Regional.
Estiveram presentes vários jornais da região de Basto que, à conversa com o Engº Santos Ferreira – director da área de Rede do Ave e Sousa, ficaram a saber quais os novos desafios desta empresa que inicia uma nova fase com a liberalização do mercado.

foto
Santos Ferreira, realçou que a EDP se preparou face a esta realidade que constitui o desafio da concorrência, lançando um novo serviço de energia – edp5d – destinado ao mercado liberalizado de baixa tensão. Segundo aquele dirigente, este serviço é constituído por 5 dimensões de posicionamento que passam por mais economia, mais conforto, mais proximidade, mais inovação e mais ambiente. Desta forma, estão disponibilizados aos consumidores, novos tarifários destinados a proporcionar maior economia, novos serviços de aconselhamento sobre eficiência energética, seguros de assistência domiciliária, uma linha telefónica exclusiva, bem como a possibilidade de se constituírem como “clientes verdes”, aderindo a um plano tarifário que garante a introdução na rede da quantidade de energia proveniente de fontes limpas, equivalente ao seu consumo anual.

EDP encara liberalização com optimismo

Santos Ferreira disse ainda, que esta medida, fruto da liberalização do Mercado aos clientes domésticos, levou a uma mobilização por parte do grupo EDP para a dinamização de novos projectos que permitem encarar com optimismo o processo de mudança.
As actividades de produção e comercialização de energia eléctrica passaram a ser exercidas em regime de livre concorrência mediante a atribuição de licenças, enquanto que as actividades de transporte e distribuição são exercidas em regime de exclusividade, mediante a distribuição e concessão de serviço público. Ou seja, na prática, as repercussões da abertura do mercado liberalizado serão sentidas pelos clientes domésticos, sobretudo ao nível da escolha livre de qualquer comercializador a operar no mercado, no acesso ao mercado liberalizado sem deixar de ser cliente do Grupo EDP, bastando optar pelo tarifário EDP5d, que esta criou para o efeito, assim como, no acesso a informação sobre o seu local de consumo como qualquer comercializador, na escolha de um comercializador, sem qualquer encargo suplementar, excepto se houver alteração nos períodos horários ou da potência contratada. Mais acrescentou que a mudança de comercializador pode acontecer até 4 vezes ao ano, sendo que as actividades de distribuição, bem como as leituras e todas a assistência relacionadas com aspectos técnicos do fornecimento, continuarão a ser asseguradas pela EDP.
Na sua intervenção, Santos Ferreira, fez ainda um balanço positivo para a EDP no que se prende com a última época de fogos, dado o planeamento, a mobilização de meios e a rápida actuação dos diferentes teatros de operações, acrescentando também que a empresa se está a preparar para o seu próximo desafio – o Inverno, com as inerentes condições atmosféricas desfavoráveis causadoras de diversas avarias.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.