Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-10-2006

SECÇÃO: Região

Distrito de Braga com menos 38 milhões de euros

Para além dos 72,3 milhões de euros previstos no PIDDAC 2007, o distrito de Braga sofre uma variação de menos trinta e quatro por cento em relação ao ano anterior (dotação orçamental de 110,6 milhões de euros), isto é menos 38 milhões de euros do investimento.
Segundo a presente proposta do PIDDAC apresentada na Assembleia da República, a maior fatia que vai ser distribuída à região são os 13, 2 milhões de euros que vão ser geridos pelo programa Prime destinado à modernização da economia.
No concelho de Braga, a escola de Ciências da Saúde absorve quase todo o investimento que está previsto, recebendo este quase tanto como Cabeceiras de Basto, no qual se destacam as obras já mencionadas, bem como uma verba destinada às redes culturais. Por sua vez, Esposende canaliza quase todo o investimento para a reabilitação da ponte de Fão, enquanto que em Vila Nova de Famalicão, cerca de um terço a ser investido vai para a construção do Tribunal Judicial. Em Barcelos é de realçar a verba afecta ao IPCA – Escola Superior de Gestão que absorve a maior fatia atribuída. Fafe e Celorico de Basto apresentam uma dotação orçamental que ascende os cem mil euros, enquanto que, em Guimarães se destaca a criação da EB 2,3 de Abação. Vieira do Minho aparece com uma ínfima dotação destinada ao ensino e no Município de Vila Verde, a maior fatia será canalizada para o Quartel da GNR [Guarda Nacional Republicana] do Prado. Os concelhos de Póvoa de Lanhoso, Vizela e Amares ficam praticamente a zero neste plano de investimentos do Governo para 2007.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.