Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-09-2006

SECÇÃO: Região

Área ardida no país liderada pelo Minho

Os distritos de Braga e de Viana do Castelo, entre os dezoito existentes no país, foram os que registaram uma maior área ardida entre 1 de Janeiro e 31 de Agosto de 2006. Segundo informação do 7º Relatório Provisório de Incêndios Florestais, da Direcção Geral dos Recursos Florestais, arderam no total 24mil 869 hectares sendo que 9mil e 500 hectares foram no Minho e 15mil 368 hectares no distrito vianense.
No que se refere ao registo de ocorrências, a região com mais registo foi o distrito do Porto com um total de 1.226 situações, enquanto que Braga surgiu na segunda posição com um total de 1. 596 ocorrências, sendo que 476 foram incêndios florestais e dois 120 foram fogachos, isto é, incêndios cuja área ardida é inferior a um hectare.
Os dados divulgados indicam que a maior parte dos incêndios ocorreram no mês de Agosto, apesar de comparativamente ser inferior ao ano transacto. Assim, no período em análise, houve em Portugal 92 grandes incêndios em todo o país, incêndios em que a área ardida é igual ou superior a cem hectares. No âmbito destas ocorrências arderam 43 mil 690 hectares, o que corresponde a 71 por cento da área total. Dos 92 grandes incêndios registados no país, 18 começaram no distrito de Braga, concretamente nos concelhos de Amares, Barcelos, Braga, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Fafe, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.