Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-07-2006

SECÇÃO: Região

SAÚDE E BELEZA
Cuidado com o Sol

Com a chegada do verão e do calor há cuidados essenciais que devemos ter em atenção, uma vez que a exposição prolongada e repetida da pele ao sol causa o envelhecimento cutâneo, além de predispor a pele ao surgimento do cancro.
O Ecos de Basto dá-lhe algumas dicas para prevenir o envelhimento e o cancro da pele:
- use sempre um filtro solar com factor de protecção solar (FPS) igual ou superior a 15, e aplique-o, pelo menos, 20 minutos antes de se expor ao sol e sempre reaplicando-o após mergulhar ou transpiração excessiva;
- use chapéus e barracas grossas, que bloqueiem ao máximo a passagem do sol. Mesmo assim use o filtro solar pois parte da radiação ultra-violeta reflecte-se na areia atingindo a sua pela;
- evite o sol no período entre as 10 e 15 horas;
- a grande maioria dos cancros de pele localizam-se na face, proteja-se sempre. Não se esqueça de proteger os lábios e orelhas, locais comumente afectados pela doença;
- procure um dermatologista se existem manchas na sua pele que se modificam, formam “cascas” na superfície, sangram com facilidade ou feridas que não cicatrizam.
Dicas relativas aos cuidados com a pele das crianças:

- “bolhinhas” com pus na pele ou feridas que não cicatrizam podem ser impetigo. Em alguns casos a doença pode desencadear uma doença que afecta os rins, portanto deve ser tratada logo no início;
- se o seu filho frequenta piscina e se lhe aparecem uns “carocinhos” bem pequenos com uma depressão no centro, ele pode estar com molusco contagioso. A doença também deve ser tratada logo no início pois alastra-se com facilidade tornando o tratamento mais difícil;
- coceira na nuca pode ser sinónimo de piolhos, local predilecto deles também no adulto;
- se o seu filho brinca em caixas de areia ou na prais e aparecer uma mancha avermelhada, coçando muito e fazendo um caminho sinuoso semelhante a um caminho de serpente, pode ser larva migrans, também conhecido como “bicho geográfico”;
- nem todas as manchas brancas que aparecem após a praia são “micose de praia”, outras doenças, como a pitiríase alba ou deficiência de vitamina A podem ser a causa das manchas;
- se o seu filho toma mais de um banho por dia, evite a água muito quente e ensaboá-lo demais, o que pode provocar ressecamento e diminuir a barreira protectora da pele. Dê preferência a sabonetes suaves;
- coceira na dobra dos braços e atrás dos joelhos, acompanhafdos de aspereza e vermelhão, podem ser provocadas pela dermatite atópica, doença comum em crianças e da “famílida” da asma e rinite alérgica;
- evite cortar as unhas dos pés dos recém-nascidos muito curtas, principalmente se eles usam macacões com pé, pois elas correm o risco de encravar;
- coceira pelo corpo, que piora à noite, atingindo principalmente abdômen, genitais, umbigo, espaços entre os dedos das mãos, axilas e punhos pode ser escabiose, principalmente se outros membros da família também têm comichão;
- bebés muito aquecidos por excesso de roupas podem desenvolver bolinhas avermelhadas principalmente no tronco e na região do pescoço. É a miliária ou brotoeja;
- algumas crianças nascem com hemangiomas, que são manchas avermelhadas, algumas elevadas. Na maioria das vezes, não necessitam de tratamento, pois regridem sozinhas.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.