Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-06-2006

SECÇÃO: Formação em acção

Visita de estudo à Feira Nacional de Agricultura em Santarém

Uma vez que a temática do curso se insere na agricultura, a equipa pedagógica e formandos sugeriram a visita de estudo à Feira Nacional de Agricultura em Santarém, uma vez que tal visita seria de grande proveito para a aprendizagem. Cientes das vantagens que esta traria para todos, tudo foi feito para rumarmos a Santarém com o intuito de visualizarmos as novas tecnologias empregues no mundo da agricultura, observar as raças autóctones de todas as zonas do país, bem como degustar e observar a gastronomia e tradições das várias zonas rurais que compõem o nosso país.
Assim sendo, no passado dia 12 de Junho, de merenda às costas, canções decoradas e boa disposição, descemos pelo país a baixo, na companhia de outra enorme excursão organizada pela Mútua de Basto.
A primeira paragem foi em Fátima, local que não podíamos passar sem parar um pouco, aproveitando para recarregar baterias.
Chegando a Santarém, com aquele calor abrasador que caracteriza o Ribatejo, trocamos a merendola pelo bloco de notas e máquina fotográfica e lá fomos nós ao trabalho…Por mais que nos custasse, uma vez que os nossos conterrâneos faziam inveja a qualquer pessoa que para aquele sítio fosse trabalhar, pois cantavam e encantavam com as suas concertinas, músicas populares e pezinhos de dança em cada canto da feira, todos deram conta que aqueles eram do Minho…Ah povo português!

foto
Um recinto enorme, cheio de gente, com muito para ver, começamos a visita pelas máquinas agrícolas ligadas ao feno, uma vez que estávamos acompanhados pelo formador de Conservação de Forragens. De facto, analisamos novidades tecnológicas jamais pensadas, com as explicações fulcrais do formador e do responsável pelas empresas ali representadas, alargamos o nosso conhecimento sobre a temática, retirando qualquer dúvida que ali nos surgiu. Seguidamente, vimos de uma ponta à outra todo o gado ali exposto, observamos as suas características morfológicas e tradições de cada zona. Tiramos fotografias e vários apontamentos, pois ao chegar à sala de formação outro trabalho nos esperava.
Contudo, findando o trabalho e concretizando os objectivos da visita, não resistimos a degustar, pelos vários pavilhões, os diversos produtos de todas as regiões, aproveitando para assistir a uma actuação de um rancho folclórico ribatejano, bem como visitar outros pavilhões por ali espalhados.
Antes de terminar a visita, a paragem em Mealhada marcou o encontro de todos os autocarros da Mútua de Basto, da qual se dançou, cantou ao som das concertinas, fazendo parar dezenas de carros que fizeram questão de assistir à alegria deste povo minhoto.
Esta visita fica na nossa mente para sempre porque, por um lado, nunca tínhamos ido a esta feira tão conceituada do país a nível agrário, por outro, por aliar aprendizagem a um dia muito divertido, que apesar de chegarmos a horas tardias, trouxemos na mala memórias de um dia diferente.

Curso de Produção de Bovinos, Ovinos e Caprinos

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.