Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-05-2006

SECÇÃO: Associações Vivas

Associação Desportiva Roladores de Basto
A Pedalar em Basto

Apaixonados por veículos de duas rodas, pelo contacto com a natureza, pelo convívio e pela prática desportiva, cerca de uma dezena de ciclistas reúnem-se constantemente para andar de bicicleta. Com espírito aventureiro e gosto pela pedalada, este grupo de desportistas constitui a Associação Desportiva Roladores de Basto, uma das colectividades do concelho de Cabeceiras de Basto.

A ADRB na Festa do Associativismo e das Colectividades
A ADRB na Festa do Associativismo e das Colectividades
É um típico dia de Maio. O sol brilha bem alto e ilumina o imenso céu azul. São seis horas da tarde. Findo mais um dia de trabalho, encontramos, junto ao Centro Social de Refojos, José Luís Magalhães. De ar franzino e sempre com um sorriso nos lábios, Luís apresenta-se como sendo o actual presidente da Associação Desportiva Roladores de Basto (ADRB). Com oito anos de idade a ADRB surgiu no dia 30 de Dezembro de 1998 por vontade de um grupo de amigos que pretendia dinamizar uma série de actividade direccionadas para o ciclismo. “Decidimos criar a Associação porque cá em Cabeceiras não havia nada relacionado com o sector e nós queríamos desenvolver o gosto pelo ciclismo na população de Basto”, defende o Presidente.
A ADRB define-se como sendo uma associação de pequenas dimensões mas com vontade de progredir, e tem vindo a trabalhar nesse sentido. Ao longo destes anos tem desenvolvido várias actividades, nomeadamente as provas de BTT, na época de Inverno, e as provas de estrada na época de verão. Iniciativas estas, que permitem a todos os amantes do ciclismo conhecer várias belezas naturais desta terra de Basto proporcionando, em simultâneo momentos de convívio e confraternização. “As actividades desenvolvidas pela associação visam a prática de desporto, assim como explorar as potencialidades naturais e turísticas do concelho”, afirma Luís Magalhães, “andamos muito à volta do ciclo-turismo”. A ADRB desenvolve também várias acções em colaboração com a Empresa Municipal EMUNIBASTO, como o II Grande Passeio de Bicicleta, que decorreu este mês, contando ainda com o apoio da Associação de Ciclismo do Minho.

A equipa que constitui a Associação
A equipa que constitui a Associação
“A Associação precisa de gente”

Sempre com boa disposição e com a humildade que o caracteriza, Luís afirma que a associação quer crescer, mas para tal “precisa de gente,”, precisa que a população se associe, que desenvolva o gosto pelo desporto, em particular pelo ciclismo. “A Associação nasceu, precisamente, para incentivar a população a participar nas iniciativas e induzi-las a praticar desporto, mas esse é um objectivo que tem sido difícil de alcançar”.
A atravessar uma fase de mudanças na direcção, a ADRB, pretende afirmar-se como uma associação forte e dinâmica e atrair novos membros. “Há pessoas que vêm uma vez, mas não voltam, não querem assumir o compromisso de participar nas iniciativas”, afirma Luís.

José Luis Magalhães, Presidente da Associação
José Luis Magalhães, Presidente da Associação
“Os apoios são poucos”

No que a apoios diz respeito, a ADRB tem sentido algumas dificuldades também a esse nível, sendo o seu principal apoio a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. “Os apoios são poucos, e isso prejudica o nosso desempenho, até porque os gastos com o material são elevados, o equipamento, por exemplo, é muito caro, mas aos poucos vamos conseguindo superar”, desabafa o presidente da associação.
Numa modalidade desportiva em que as bicicletas são um meio indispensável para a prática da mesma, há factores importantes a ter em atenção, no momento da escolha da bicicleta a utilizar. “Quanto mais leve for a bicicleta, melhor”, defende este ciclista, “mas também isso implica custos, e não é fácil trabalhar quando os apoios sentidos não são muitos”.
O fim do dia aproxima-se, a conversa já vai longa. Luís mantém a sua atitude acolhedora e, em jeito de conclusão, demonstra optimismo em relação ao futuro e afirma que “ a ADRB precisa de gente que queira trabalhar para que possamos levar esta associação a bom porto, e acredito que isso vai acontecer”.
A Associação em acção
A Associação em acção

Maio, mês do coração

A prática de desporto é essencial para o bem-estar geral do ser humano, é uma vertente de elevada importância, mas que, muitas vezes, é esquecida pelas pessoas. Justamente porque nos encontramos no mês dedicado ao coração, o Ecos de Basto foi ao encontro da ADRB, uma associação em que o desporto é o mote da sua existência. “O ciclismo é uma modalidade desportiva excelente. Além do exercício físico que implica, e que faz muito bem, permite também o contacto com a natureza, e leva-nos conhecer as mais belas paisagens e os mais belos locais que constituem esta nossa zona minhota”, defende o presidente da associação, Luís Magalhães.

Por Silvia Machado e Carla Oliveira

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.