Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 28-02-2006

SECÇÃO: Região

O público saiu beneficiado

foto
Dr. Jorge Machado confia na construção da nova Unidade de Internamento

O Dr. Jorge Machado, Vice-Presidente da Câmara Municipal e que liderou a Comissão de Utentes que comandou a movimentação das lutas de defesa pelo serviço público das urgências e do internamento em Cabeceiras de Basto.
“A mudança agora operada vem de encontro aos objectivos que sempre defendemos. Temos no mesmo espaço, no Centro de Saúde, as consultas externas, as urgências e o internamento da responsabilidade do Estado. Ou seja, é um serviço público destinado ao universo das pessoas, independentemente da sua condição social ou posicionamento ideológico.”
Perante a questão das garantias da construção de uma nova Unidade de Internamento acoplada ao edifício do Centro de Saúde, respondeu.
“Temos a garantia e a promessa do Governo de que vai ser, em breve, construída essa unidade com capacidade para 16 camas e dotada com equipamentos modernos. Desejamos, portanto, que as obras dessa nova infra-estrutura de saúde avancem rapidamente, por forma a que a situação provisória tenha uma resposta à medida do crescimento e do movimento da nossa terra. Mesmo assim, as instalações do internamento e das urgências que agora substituem o Hospital Prof. Júlio Henriques são muito melhores e mais confortáveis das que fecharam.”
Considerando que será uma pena não dar o aproveitamento adequado ao velho Hospital de Cabeceiras de Basto, o Dr. Jorge Machado sublinhou.
“Todos esperamos que a Misericórdia avance com o propósito da instalação naquele imóvel da anunciada Unidade de Cuidados Continuados. A Comissão de Utentes e a Câmara sempre concordaram com essa solução por ser necessária e pela exequibilidade do projecto, que pode ter financiamentos e apoios do Estado. A própria ARS do Norte já abordou a Misericórdia no sentido de se disponibilizar para desencadear tal processo. Ou seja, depende agora da vontade e do interesse dos responsáveis pela Misericórdia cabeceirense.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.