Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-01-2006

SECÇÃO: Região

Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios reuniu

A funcionar desde Julho de 2004, reuniu no passado dia 28 de Dezembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a Comissão de Defesa da Floresta Contra Incêndios.
No âmbito das funções que lhe estão atribuídas, a Comissão fez um balanço e uma análise do ano 2005.

A silvicultura preventiva ao nivel da limpeza de caminhos continua a ser uma das acções previstas para 2006
A silvicultura preventiva ao nivel da limpeza de caminhos continua a ser uma das acções previstas para 2006
Os membros da Comissão ficaram a conhecer quais os dados relativos aos incêndios decorridos entre 1 de Janeiro e 15 de Outubro do ano transacto. Em Cabeceiras de Basto registou-se um total de 436 ocorrências. verificadas sobretudo nos meses de Agosto, Julho e Março, os mais afectados, com o registo de 88, 48 e 24, respectivamente. As ocorrências foram registadas com maior incidência nas freguesias de Refojos, Riodouro, Cabeceiras de Basto e Cavez, que registaram 39, 38, 33 e 24 ocorrências.

Comissão debateu probemática dos incêndios florestais

Face aos dados apresentados a Comissão debateu a problemática dos incêndios florestais, verificando que, na sua maior parte, são provenientes de queimadas ilegais feitas por parte dos pastores, sem as devidas autorizações e precauções necessárias. Estas queimadas realizadas à margem da Lei, têm como objectivo principal a renovação das pastagens para a alimentação do gado, para além da função de limpeza.
Por vezes trata-se de locais confinantes com terrenos incultos, cujo fogo com frequência toma proporções indesejáveis, originando incêndios florestais.
A origem criminosa foi também debatida, apesar de se tratar de uma causa mais complexa e difícil de desvendar e de provar.
Nesta reunião, a Comissão teve ainda conhecimento das acções realizadas de silvicultura preventiva nos baldios de Cabeceiras de Basto e Bucos e ainda a Oeste da Ribeira de Riodouro, com especial incidência na limpeza de faixas laterais de caminhos, beneficiação da rede viária e de pontos de água.

Sensibilizar, prevenir e proteger a floresta

No decurso das actividades desenvolvidas a Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios tomou também conhecimento das várias acções e campanhas de sensibilização desenvolvidas durante o período de Verão, com o intuito de sensibilizar a população para a necessidade de prevenção e protecção da floresta. Acções estas, que incidiram em alertas para a necessidade de proteger e valorizar a floresta, nomeadamente através da Comemoração do Dia Mundial para a Prevenção da Camada de Ozono, a colocação de painéis nas principais entradas da Vila de Refojos, a distribuição de material informativo, bem como a plantação de árvores e a elaboração de uma revista. Estas acções terminaram com a participação do Gabinete Técnico Florestal na AgroBasto 2005.
Nesta reunião, os elementos que integram a mencionada Comissão tomaram também conhecimento dos projectos a desenvolver que passam pela continuação de acções de silvicultura preventiva nos locais mais críticos e sensíveis, assim como a continuação de campanhas de sensibilização junto da população, com vista à prevenção de incêndios florestais.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.