Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-01-2006

SECÇÃO: Região

Reunião agitada na Junta de Freguesia de Passos

Na reunião da Assembleia da Junta de Freguesia de Passos, realizada no passado dia 30 de Dezembro, pelas 20h30m, assistiu-se a acontecimentos que mostram bem como são anti-democráticos os métodos e acções que tem sido desenvolvidos pela actual Junta de Freguesia, fazendo lembrar métodos de outros partidos, não democratas, que não se assemelham em nada ao PPD/PSD, que soube sempre respeitar a propriedade, o direito de opinião, o direito de defesa e o respeito pelos diversos órgãos de soberania.
No início da reunião, realizada num espaço de 12m2, onde se acotevelavam aproximadamente 40 pessoas, foi proibida a participação do quarto elemento da lista do PS, que ali se encontrava em substituição do primeiro que havia renunciado, com conhecimento do Presidente da Assembleia, por não ter sido indicado expressamente o seu nome.
Notava-se perfeitamente a tentativa de manipulação da Assembleia quer pela tentativa do seu presidente que pediu a opinião do Sr. Presidente da Junta sobre este facto, sendo atalhado de imediato pelo membro do Partido Socialista, quer pela tentantiva de ingerência na reunião da secretária da Junta e de outros membros do público que tentavam condicionar a reunião sem que o Presidente da Assembleia sequer tentasse por cobro a esta situação.
Devido à inexistência de condições, quer democráticas, quer de dignidade para a realização da reunião, os membros do Partido Socialista entregaram ao Sr. Presidente da Assembleia um documento em que se solicitava quer a marcação de uma nova reunião, noutras condições, quer a impugnação de qualquer decisão que fosse tomada após a sua saída da reunião.
À saída, um membro da Assembleia da Junta de Freguesia do PS foi insultado e vitima de uma tentativa de agressão por parte da mulher do actual tesoureiro da Junta de Freguesia.
Neste período, que foi premeditado, fica mais uma vez provado o espírito de intolerância e perseguição instituído pela nova Junta de Freguesia que até este momento outra coisa não fez do que denegrir o nome de Passos e instalar um clima de permanente conflito em toda a freguesia.

J.R.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.