Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-01-2006

SECÇÃO: Região

Músico Helder Gonçalves visitou Escola Tecnológica de Lameiros

O músico Helder Gonçalves esteve no dia 2 de Janeiro, na Escola Tecnológica de Lameiros, em Refojos, para falar do seu percurso profissional aos formandos do curso Mesa e Bar.
Uma iniciativa simples, mas que permitiu aos formandos tomarem conhecimento da experiência de um músico, natural de Cabeceiras de Basto, cujo testemunho pretende também, servir de incentivo aqueles jovens estudantes. Helder Gonçalves realçou a importância da formação profissional como um trampolim para a vida activa seja qual for a área escolhida. Isto porque, também ele começou por esta via profissionalizante, com quinze anos, ao frequentar a Escola Profissional Artística do Vale do Ave – ARTAVE, que conclui com 19 valores.
Helder Gonçalves é já uma referência. Este jovem cabeceirense pode “gabar-se” de ser considerado o mais novo com Mestrado em Música, em Portugal, na variante performance.

foto
Licenciado em Clarinete pela Escola Superior de Música de Lisboa, o músico realizou o MasterClass com os principais clarenetistas do mundo. Integrou várias Orquestras, das quais referimos, a Orquestra Sinfónica e de Sopros da ARTAVE, Orquestra Salão Jardim do Coliseu do Porto, orquestra Teatro da Trindade, Orquestra Sinfónica Portuguesa Juvenil e também, as orquestras Classica do ESML, Contemporânea “Nova Música”, de Aveiro, Ópera do Atlântico e orquestra Clássica de Coimbra.
Na sua curta carreira como músico consta já a participação em diversos espectáculos, e em eventos internacionais em representação de Portugal, e, alguns prémios nacionais alcançados, tais como o 1º lugar no concurso de música de Câmara na OPEM em 1999, em Castelo Branco e Melhor Músico Interprete de Música Contemporânea, entregue na Fundação de Serralves no Porto 2001 Capital Europeia da Cultura.
O ensino tem sido também uma das suas áreas de intervenção, encontrando-se actualmente a leccionar nos Conservatórios de Música, em Minde e na Figueira da Foz.
Um exemplo, cujo percurso se iniciou no ensino profissionalizante. Um expemplo para este jovens que atentamente o ouviram e assim constataram que esta via não é um recurso, mas um caminho como outro qualquer.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.