Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

SECÇÃO: Informação

Cabeceiras de Basto comemora 500 Anos do Foral Manuelino

CTCMCB colabora na organização desta importante data para o concelho
CTCMCB colabora na organização desta importante data para o concelho
No próximo dia 5 de outubro de 2014, Cabeceiras de Basto come-mora 500 Anos da Atribuição do Foral Manuelino ao concelho.
A efeméride será assinalada com a realização de uma Feira Quinhentista, em plena Praça da República desta vila cabeceirense, nos próximos dias 3, 4 e 5 de outubro.
5 de Outubro - data em que se celebra a passagem de cinco séculos da atribuição do foral a esta terra de Basto, pelas mãos de D. Manuel I, Rei de Portugal e do Algarve, conferindo-lhe um estatuto próprio de unidade territorial e de afirmação como povo e comunidade autónoma, com as suas tradições, os seus costumes e laços instituídos, que hoje ostentamos e que moldam a gente que somos - será por isso, o ponto alto e o culminar de um conjunto de iniciativas que têm sido levadas a cabo desde 10 de junho de 2013, momento em que a realização da conferência ‘500 Anos do Foral de Cabeceiras de Basto: História e Memória’, proferida pelo Professor Doutor Luís Vaz, deu início às Comemorações dos 500 Anos do Foral de Cabeceiras de Basto.
Na oportunidade, o então presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto considerou que “celebrar condignamente os 500 anos do Foral de Cabeceiras de Basto, é um ato de cultura, que honra o nosso concelho e vai orgulhar certamente, todos os cabeceirenses que se reveem na ancestralidade e na riqueza da nossa história” e para quem a atribuição do Foral é dos “factos históricos de maior importância e significado para Cabeceiras de Basto e que todos devem conhecer e entender”.
Neste âmbito, a Câmara Municipal de então, decidiu em reunião camarária de 16 de maio de 2013, proceder à constituição de uma Comissão organizadora dos 500 Anos do Foral de Cabeceiras de Basto, integrada pelos Presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, o Vereador da Cultura, o Professor Doutor Luís Vaz, o Dr. Manuel Gonçalves e as técnicas, a Dr.ª Fátima Oliveira e a Dr.ª Alzira Barreto. Comissão, esta, a quem coube a elaboração de um programa concelhio, abrangente e aglutinador de todos os cabeceirenses, através da promoção de um conjunto de ações capazes de informar e envolver a população em torno do Foral e da importância da sua atribuição.
Em 12 de setembro de 2013, o executivo aprovou igualmente a constituição de uma Comissão Científica das Comemorações do V Centenário do Foral de Cabeceiras de Basto, que integra as seguintes personalidades: Dr. Duarte Nuno Vasconcelos, Dra. Estela Vilela Passos, Dr. Francisco Freitas, Prof. Doutor Dr. Francisco Queiroga, Dr. Guilher-me Galvão, Mestre Helena Alvim, Doutora Isabel Fernandes, Dr. José da Costa Oliveira e Prof. Doutora Odete Afonso.
O então edil cabeceirense desafiou todos – população, as-sociações e entidades – a envolverem-se neste projeto comemorativo de grande importância para o concelho que nos ajudará certamente a conhecer melhor o passado, a compreender o presente e a projetar o futuro.
“Quem não conhece o passado não está preparado para enfrentar o futuro”
Volvido mais de um ano e após a realização de várias conferências e iniciativas socioculturais em torno do Foral atribuído por D. Manuel I a Cabeceiras de Basto e da importância deste documento que marcou indelevelmente a história local e sobre o qual as gerações atuais e as vindouras devem ser conhecedoras, o concelho promove de 3 a 5 de outubro um conjunto de ações com o intuito de promover o turismo e valorizar o património cultural e histórico local, que passamos a divulgar.









© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.