Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

SECÇÃO: Informação

Novo ano letivo iniciou com encerramento de 11 jardins de infância

Autarcas visitaram escolas
Autarcas visitaram escolas
Arrancou no dia 15 de setembro, o novo ano escolar em Cabeceiras de Basto.
Segundo informação divulga-da, 2.527 Crianças e jovens iniciam as atividades escolares desde o pré-escolar com 285 crianças, o primeiro ciclo com 686 alunos, o básico dos 2º e 3º ciclos com 1040 alunos e o secundário com 514 alunos.
Um novo ano que fica marcado pelo encerramento, de 11 Jardins-de-infância: Vila Nune, Leiradas, Fojos, Passos, Petimão, Alvite, Gondiães, Lameiros, Chacim, Painzela e Abadim, localidades que viram os últimos estabelecimentos escolares a funcionar naqueles lugares ou freguesias encerrarem por terem um reduzido número de crianças. De referir que estas crianças serão agora acolhidas nos centros escolares beneficiando de transporte e refeição escolar.
O Presidente da Câmara Municipal, Dr. Serafim China Pereira, acompanhado pela Vereadora da Educação e pelos presidentes das juntas de freguesia ou seus representantes, visitou na semana que antecedeu a abertura oficial das aulas, os diversos estabelecimen-tos escolares do pré-escolar e do 1º ciclo e participou nas reuniões de pais que a direção do Agrupamento agendou e onde participaram também técnicos da autarquia para esclarecer e dar informações sobre as diferentes áreas de intervenção municipal neste setor da educação. Da parte da Câmara Municipal, os pais foram informados sobre o plano de transportes escolares, as refeições escolares, os prolongamentos de horários e atividades de enriquecimento curricular. Pro-cedeu-se igualmente à entrega dos auxílios económicos, traduzidos em apoio financeiro para aquisição de livros e kits de material escolar e pedagógico.
Na oportunidade, o Presidente da Câmara saudou os pais e encarregados de educação fazendo votos de que as crianças e as famílias possam viver um ano escolar sem sobressaltos e com o melhor sucesso educativo. E afirmou: “No que depender da Câmara Municipal tudo faremos para que tudo corra bem, desde os transportes, às refeições, aos apoios mais diversos que temos disponibilizado, aos prolongamentos de horário, etc.” E acrescentou: “A educação é para nós uma prioridade e, por isso, espero que convosco, pais e encarregados de educação, com os professores, com os auxiliares, com a direção do Agrupamento, possamos atingir os todos os objetivos. Neste domínio, a razão de ser do nosso trabalho são as crianças, são os vossos filhos.”
Por sua vez, a Diretora do Agrupamento, Dra. Céu Caridade, dirigiu-se aos pais convidando-os e incentivando-os a virem à escola e a acompanharem o percurso escolar dos filhos. Lembrou que o melhor caminho para a resolução de problemas é virem à escola, à sede do Agrupamento ou à Câmara Municipal.
De referir que a Câmara Municipal investe anualmente cerca de um milhão de euros no setor da educação, desde os transportes, as refeições, os prolongamentos de horário, o pessoal não docente, a manutenção e apetrechamento de escolas, etc.

Bolsas de estudo entregues a 86 jovens Cabeceirenses

O Presidente da Câmara Municipal, Dr. China Pereira, acompanhado por vereadores e presidentes de junta de freguesia, procedeu no dia 12 de setembro, à entrega das 86 bolsas de estudo atribuídas aos alunos que concluíram com êxito o anterior ano letivo.
Após felicitar os alunos presentes na Casa do Tempo, que se fizeram acompanhar por familiares e amigos, o edil cabeceirense disse que a atribuição de bolsas de estudo representa um investimento que o Município faz anualmente na formação de jovens estudantes com bom aproveitamento escolar e comprovadas carências económicas. Investimento, este, que ronda os 58 mil euros e que representa um importante auxílio para atenuar as dificuldades de muitas famílias com a educação dos seus filhos. «Continuaremos a pensar nas pessoas e a prosseguir com esta política de apoio aos estudantes cabeceirenses», concluiu o autarca cabeceirense, garantindo a inscrição de verba para bolsas de estudo no próximo Plano de Atividades e Orçamento
Recorde-se que a atribuição de bolsas de estudo aos jovens de Cabeceiras de Basto está definida de acordo com quatro escalões, tendo sido entregues 44 bolsas no escalão A e 42 no escalão B. De referir também, que 15 das 86 bolsas foram atribuídas a estudantes que frequentam o ensino superior e 71 a estudantes do ensino secundário, cobrindo assim, territorialmente 15 das 17 freguesias do concelho.









© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.