Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 07-07-2014

SECÇÃO: Breves

Provedor Intermunicipal para o Cidadão com deficiência da CIM-TS empossado em cerimónia marcante

Celorico de Basto recebeu, no dia 20 de junho, a cerimónia de empossamento do provedor Intermunicipal para o Cidadão com deficiência da CIM- TS, Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa. Um cargo atribuído ao vereador da Cultura de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, numa cerimónia simbólica que será o arranque de um mecanismo capaz de dar uma resposta assertiva no que respeita às dificuldades diárias dos cidadãos portadores de deficiência.
O novo provedor, Fernando Peixoto, num discurso emocionado destacou sobretudo a sua história de vida, com ênfase para o acidente que sofreu com cerca de 22 anos e que o colocou numa cadeira de rodas. O facto de ser paraplégico não inibiu o atual provedor de ser um homem lutador e de atingir grandes feitos com uma carreira repleta de sucessos.
"A partir de hoje serei o porta-voz daqueles que se vêm limitados numa sociedade ainda atrasada no que respeita ao cidadão com deficiência. As minhas funções basear-se-ão em levar à criação de mecanismos que vão de encontro à defesa dos direitos dos cidadãos com deficiência de forma a contribuir ativamente para uma sociedade mais justa e inclusiva. Estarei disponível para ouvir os cidadãos para, assim, ter noção das suas dificuldades diárias e agir de forma a tentar colmatá-las, atuarei de forma a resolver os problemas dentro das minhas possibilidades" salientou o provedor.
Recorde-se que a primeira ação do provedor Intermunicipal para o Cidadão com Deficiência da CIM-TS baseou-se na criação de acessos para cadeiras de rodas do cineteatro dos Bombeiros Voluntários Celoricenses, local onde de-correu a cerimónia.
Recorde-se que a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, pela sua natureza de entidade pública supramunicipal e, por conseguinte, agregadora das populações do Tâmega e Sousa, considera como essenciais e estruturantes a este território as matérias da igualdade e da inclusão social e todas as questões que lhe são inerentes.
O Provedor terá como principais funções contribuir para a coordenação de políticas municipais que promovam a inclusão, em articulação com os agentes públicos responsáveis, dirigindo recomendações aos órgãos competente, pro-movendo ações de formação e sensibilização, emitindo pareceres e pronunciando-se sobre legislação existente, recebendo queixas dos cidadãos, colaborando com entidades governamentais e não-governamentais com responsabilidade na questão da Deficiência.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.