Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-06-2014

SECÇÃO: Informação

Cabeceiras de Basto na prosa de Camilo Castelo Branco foi tema de tertúlia

A Casa do Tempo acolheu no dia 30 de maio, ma-is uma tertúlia, desta feita subordinada ao tema ‘Cabeceiras de Basto na prosa de Camilo Castelo Branco’.
Uma iniciativa que atraiu ao auditório daquele equipamento municipal numeroso público que ali se deslocou para conhecer um pouco mais sobre a vida e obra deste importante autor português que registou em várias narrativas e novelas as suas andanças por Terras de Basto, nomeadamente, pelo concelho de Cabeceiras.
Dr. Manuel Gonçalves, Eng.º João Leite Gomes e Dr. Joaquim Jorge Carvalho, foram os oradores convida-dos deste sarau cultural que registou o agrado dos presentes, entre os quais autarcas das freguesias e do município, bem como, o vereador Prof. Mário Leite, o Vice-Presidente da Câmara Francisco Alves, a quem coube a apresentação dos distintos convidados e o Presidente da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto.
Além das excelentes comunicações que abordaram a literatura, a vida, as vivências e a passagem de Camilo Castelo Branco por Cabeceiras de Basto, o Centro de Teatro da Câmara Municipal apresentou uma bela encenação alusiva à sua importante obra, que foi muito aplaudida.
A encerrar a jornada, no uso palavra, o Presidente da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto disse ser uma honra estar na Casa do Tempo, um equipamento onde os usos e costumes tão bem podem ser apreciados, para ouvir falar sobre marcas deixadas no território e que fazem parte da nossa história e memória coletiva. O autarca felicitou ainda todos os oradores pela forma clara e conhecedora com que partilharam os seus olhares sobre tão importante autor, enaltecendo de igual forma a pro-moção deste tipo de ações que dão a conhecer usos, costumes e personalidades, lembrando a propósito a primeira tertúlia em torno da tradicional festa das papas do Samão e de Gondiães, a segunda dedicada a D. Leonor Alvim de Pedraça e agora, alusiva a Camilo Castelo Branco escritor do romantismo que muito diz aos cabeceirenses em geral e aos Cavezenses em particular.
É importante que faça-mos a nossa história disse o Eng.º Joaquim Barreto, que na primeira tertúlia sugeriu a dinamização dos ‘Caminhos de S. Sebastião’ através da criação de um projeto supramunicipal capaz de abranger Cabeceiras de Basto, Boticas e Montalegre. O autarca disse ainda que além da permanente necessidade de conservar e beneficiar infraestruturas e equipamentos públicos, estamos perante um novo paradigma que aposta na cultura, no social e nos investimentos supra-municipais. Conhecer e aprofundar a passagem de Camilo Castelo Branco por Cabeceiras de Basto, divulgando a sua vida e obra, contribuirá certamente para colocar a cultura ao serviço da economia e trará valor acrescentado ao concelho e às suas gentes.








© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.