Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-06-2014

SECÇÃO: Política

Nova Comissão Política tomou posse
PSD quer baixar a carga fiscal, atrair investidores e criar emprego no concelho

A nova Comissão Política do PSD de Cabeceiras de Basto liderada pelo Eng.º Nuno Bastos, tomou posse no dia 8 de junho de 2014, no auditório da Casa do Tempo.
Uma iniciativa que contou com a presença de muitos militantes e simpatizantes do PSD local, que respondendo ao convite compareceram e lotaram aquele espaço concelhio.
Esta cerimónia contou igualmente com a presença da Dr.ª Teresa Leal Coelho, Vice-Presidente da Comissão Política Nacional, a quem a recém-empossada Comissão Política deixou publicamente um agradecimento especial, assim como a todos que fizeram desta apresentação um grande evento, já que “É por, e para, vós que o PSD subsiste”.
Nuno Bastos é o novo presidente da Comissão Política (CP) do PSD de Cabeceiras de Basto. Na tomada de posse, realizada a 8 de junho na Casa do Tempo e perante cerca de duzentas pessoas, o dirigente defendeu «uma redução da carga fiscal municipal como forma de captar investimento e travar a subida de desemprego a que o concelho tem assistido nos últimos anos», acrescentando que «o paradigma da criação de emprego público está esgotado».
Em declarações à imprensa disse também que «o concelho de Cabeceiras de Basto tem sido muito pressionado pelo desemprego, pelo que é fundamental criar condições para que sejam os agentes económicos privados a investir na criação de novas empresas e a gerar emprego», salientando que ainda que essa não seja uma responsabilidade direta da Câmara Municipal, esta tem um papel determinante na captação de novas empresas.
Segundo Nuno Basto, é um processo contínuo que não deve ser desligado da aposta na valorização dos produtos locais, nem do fomento das potencialidades turísticas do concelho. A este propósito considerou que a candidatura do Mosteiro de S. Miguel de Refojos a Património Cultural da Humanidade não pode ser desperdiçada no que à afirmação turística do concelho nos planos regional, nacional e internacional diz respeito. «Esta candidatura pode ser geradora de riqueza para o concelho» disse o social-democrata que juntamente com a sua equipa defende uma «nova forma de fazer política em Cabeceiras de Basto», cujo grande desafio consiste em concretizar um novo projeto político no concelho.
O novo presidente da Comissão Política deixou expressa a vontade de «clarificar a estratégia política e apresentar uma proposta de confiança para os cabeceirenses», adiantando que com esta reorganização local do partido se pretende «voltar a ganhar os destinos do concelho».
A vice-presidente da direção nacional do PSD, Teresa Leal Coelho, esteve presente nesta cerimónia e no seu discurso congratulou toda a equipa recente-mente eleita e mostrou-se feliz pela mesma ser constituída por um número considerável de mulheres, ponto que ligou automaticamente às comemorações dos 40 anos da revolta dos cravos e ainda aos 40 anos do Partido Social Democrata. Do seu discurso fizeram ainda parte alguns esclarecimentos da situação do país, das medidas que este governo tem levado a cabo. Terminou o seu discurso felicitando Cabeceiras de Basto pela candidatura do seu Mosteiro a Património Cultural da Humanidade, fazendo votos de que esta seja uma candidatura vencedora.
Duarte Nuno Bastos, Presidente da Comissão Política do PSD de Cabeceiras de Basto disse sentir muito orgulho e muita alegria por poder participar neste projeto, com gente competente e motivada para fazer algo de muito positivo. 
Afirmou ainda que sendo “uma equipa com juventude, com energia, com criatividade […] uma equipa com experiência política e com competência” está muito determinada e comprometem-se a trabalhar. Trabalhar para: reorganizar o partido, abrindo-o aos militantes e estando próximos das pessoas.
À semelhança do discurso do líder da JSD, Duarte Nuno Bastos demonstrou que o PSD é um partido único e inconfundível. Afirmando “que o PSD não se confunde com ninguém. O PSD não precisa de estar colado a ninguém”.
Foi ainda possível ver e ouvir Duarte Nuno Bastos apresentar as intenções da sua equipa, que anunciou aos presentes: “Organizar, Cooperar e Partilhar. Três palavras fortes que vão orientar o nosso trabalho”.










© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.