Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-06-2014

SECÇÃO: Informação

Ecos da Região de Basto
Emoção na cerimónia de homenagem a Manuel António da Mota

Celorico de Basto
O fundador do grupo Mota, atual Mota-Engil, Manuel António da Mota, foi alvo de uma homenagem póstuma promovida pelo município de Celorico de Basto no dia 8 de junho, data da passagem do seu aniversário.
A homenagem, que teve lugar em Codessoso de onde era natural, consistiu na atribuição do seu nome ao equipamento social de Codessoso, agora denominado “Centro Social Manuel António da Mota” e à inauguração de uma escultura com a imagem do homenageado. 
“Estamos aqui hoje para homenagear um dos homens mais distintos do nosso concelho e do país que deixou a sua marca pelo grupo que fundou mas sobretudo, pelo rigor que impôs para atingir os objetivos, pela bondade, pelo seu caráter filantrópico e benemérito, pela verticalidade das decisões. Manuel António da Mota foi um homem com visão que elaborou uma estratégia de internacionalização e marcou a evolução do nosso país, quer a nível económico quer social”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. 
A homenagem contou com a presença do Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Agostinho Branquinho, que destacou Manuel António da Mota como um “homem com visão estratégica de notável sabedoria. Uma pessoa marcante da história económica e social do país, dotado de inteligência e rigor, um líder carismático, um homem empreendedor com incansável empenho, e que foi, no anonimato, um benfeitor”. 
Durante as cerimónias destaque para o discurso emocionado de António da Mota, filho de Manuel António da Mota, atualmente à frente da presidência do grupo Mota-Engil, que salientou que o seu pai “tinha amor à família e às origens, e primava pelo rigor e pelo profissionalismo. Era um homem ambicioso que trabalhou arduamente para crescer e fazer crescer, para gerar trabalho, com espirito de liderança, assumia as responsabilidades, os sucessos e os insucessos”. 
Recorde-se que o grupo Mota-Engil se encontra a laborar em 21 países do mundo, com 28 mil colaboradores, estando associado a obras marcantes desenvolvidas em Portugal com destaque para a Ponte Vasco da Gama. 
As cerimónias de homenagem iniciaram com uma eucaristia presidida pelo cónego Fernando Monteiro e pelo padre Francisco Medeiros e contaram com um vasto leque de individualidades que demonstraram elevada estima pelo homenageado, Manuel António da Mota.





© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.