Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 26-05-2014

SECÇÃO: Informação

Museu das Terras de Basto prepara 4.º Encontro de História Local

No 4.º Encontro de História Local :. Memórias do Território continuam a trilhar-se os caminhos de história em Cabeceiras de Basto. Esta atividade pretende dar a conhecer a História de Cabeceiras de Basto bem como o Património existente.
Nos dias 7 e 8 de junho serão apresentadas várias comunicações e feitas visitas ao património concelhio.
As cinco comunicações serão apresentadas no primeiro dia destas Memórias do Território, na Biblioteca Municipal Dr. António Teixeira de Carvalho, no Arco de Baúlhe.
Segundo informação divulgada a primeira comunicação – A Senhoralização das Terras de Basto – leva-nos à época medieval e dá-nos a conhecer os nomes, as propriedades e outros aspetos dos senhores que então dominavam este território. Damos um salto no tempo e vamos até ao século XVI para conhecermos a Pintura Mural e Pintura Mural na «Terra de Basto», o que é, de que trata e onde existe. A parte de tarde inicia com – Lamentações sobre a Casa de Avis, de António Pereira, Senhor de Basto – para ficar a conhecer um pouco do sentir do erudito humanista detentor da Casa da Taipa. Do sentir e da escrita de um senhor quinhentista cabeceirense, salta-se para o concelho vizinho, Celorico de Basto, para ouvir falar da estrutura sociocultural da freguesia de Basto (Sta. Tecla), assim como do ordenamento do seu território – Virtualidades e complexidades de um típico espaço rural das Terras de Basto no séc. XVIII. O caso de Basto (Santa Tecla). A jornada termina a indagar sobre o papel dos diferentes cereais no quotidiano das Terras de Basto desde a época moderna e sobre os meios técnicos de produção, as práticas culturais, os sistemas de colheita e debulha e igualmente sobre o património edificado – Aspectos de cultivo, preservação e consumo do cereal em Cabeceiras de Basto.

A participação na sessão de comunicações e na visita ao património é gratuita e as inscrições estão abertas. O almoço do dia 8, será no «Restaurante Sabores do Tâmega» na Casa da Tojeira, freguesia da Faia e tem um custo de 12 euros por pessoa.
As inscrições pode ser feitas no Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe ou enviadas por email para museuterrasdebasto@cabeceirasdebasto.pt.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.