Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 05-05-2014

SECÇÃO: Informação

Tertúlia ‘Histórias de Abril’ iniciam ‘Diálogos com J’

A convite da JS de Cabeceiras de Basto, o Presidente da Comissão Política do Partido Socialista, Joaquim Barreto, participou no dia 22 de abril, na tertúlia ‘Diálogos com J’ promovida na Casa do Povo do Arco de Baúlhe.
Sob o tema ‘Histórias de Abril’, a tertúlia teve como protagonistas, José Lopes, Militar Miliciano do 25 de Abril, Coronel João Vareta, Presidente do Núcleo de Braga da Liga Portuguesa dos Ex-Combatentes e Cecília Dinis Carvalho, ex-presidente da Junta de Freguesia de Vilar de Cunhas.
Coube ao coordenador da JS, João Pacheco, moderar esta sessão. O jovem socialista agradeceu a presença de todos, apresentou a iniciativa e realçou a importância de descentralizar este tipo de ações em diversos locais do território cabeceirense indo ao encontro das pessoas.
O Presidente da Comissão Política Joaquim Barreto, no uso da palavra, começou por felicitar o trabalho desenvolvido pela Concelhia da Juventude Socialista de Cabeceiras de Basto e em particular, esta iniciativa que considerou muito importante, já que muitos dos presentes não viveram o 25 de Abril. As ‘Histórias de Abril’ aqui partilhadas pelos convidados – Prof.ª Cecília Carvalho, uma das primeiras presidentes de Junta de Freguesia do concelho, mulher solidária, interventiva e de garra; José Lopes, cabeceirense, que sempre pautou pelos ideais de Abril e a quem o PS local muito deve pela sua participação cívica e política; Coronel João Vareta, um ex-militar que sempre soube olhar para a sociedade - são testemunhos de vivências de um passado recente que os mais jovens devem conhecer, sendo por isso positiva a promoção destes encontros intergeracionais e espaços de debate e reflexão.
No uso da palavra, José Lopes, agradeceu o honroso convite para falar sobre o 25 de Abril, que considerou o maior acontecimento da sua vida. José Lopes fez uma incursão ao seu percurso de vida pessoal e profissional, partilhando momentos passados aquando do 25 de Abril, preocupações, anseios e alegrias vividos aquém e além-fronteiras.
Para Cecília Carvalho, o 25 de Abril foi como “uma luz ao fundo do túnel” que mudou radicalmente a vida dos portugueses. A ex-autarca e professora aposentada do ensino básico, partilhou com o público presente as suas vivência numa aldeia serrana, bem como, o processo de desenvolvimento verificado após o 25 de Abril, sobretudo no concelho e em especial nas últimas duas décadas. Na sua visão feminina dos factos, o 25 de Abril, que trouxe consigo a liberdade e a democracia, foi deveras importante, lamentando no entanto, algumas políticas atuais que levam à emigração, à fome e ao empobrecimento da população.
Por fim, o Coronel João Vareta, Presidente do Núcleo de Braga da Liga Portuguesa dos Ex. Comba-tentes, partilhou as vivências como militar relatando factos e curiosidades relacionadas com o dia 25 de Abril e os movimentos e momentos que o antecederam, considerando igualmente, que este acontecimento marcante da história de Portugal teve muito de afetividade e romantismo. Volvidos 40 anos, considera que “há um esforço em esquecer o 25 de Abril”.
Unânimes foram em consideram que o 25 de Abril foi vital para os portugueses e que por isso todos devem defender os seus ideais, propagando-os no dia-a-dia.












© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.