Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 24-03-2014

SECÇÃO: Informação

Casa do Tempo acolhe concertos do HARMOS Classical

A Casa do Tempo acolhe nos dias 29 e 30 de março, dois concertos integrados no Festival HARMOS Classical.
As iniciativas inserem-se igualmente, no programa comemorativo dos 500 Anos do Foral Manuelino (1514-2014) que se encontra a decorrer em Cabeceiras de Basto.
O primeiro concerto ‘HARMOS Classical com a Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo do Porto’ terá lugar no dia 29 de março, pelas 21h30m e será apresentado com flauta, oboé, clarinete, trompa e fagote.
O segundo, ‘HARMOS Classical com o Conservatorium Vam Amsterdam – Holanda’ está agendado para o dia 30 de março, pelas 15h00m e será um espetáculo apresentado com violino, viola e violoncelo.
Os dois concertos, gratuitos, fazem parte de trinta espetáculos que vão decorrer em 11 locais distintos do Norte de Portugal, com o objetivo de estabelecer o “sentido de rede e de cooperação” entre instituições nacionais e internacionais.
Este é o segundo ano que o Festival HARMOS visita o concelho. Além de Cabeceiras de Basto serão realizados espetáculos também em Barcelos, Fafe, Guimarães, Lousada, Mondim de Basto, Porto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela.
Em palco estarão músicos das escolas “mais conceituadas” da Europa. O festival trará a Portugal “o melhor que se faz em todo o mundo”, sublinhou o diretor do certame Bruno Pereira, aquando da apresentação do evento.
De referir que o HARMOS “nasceu de um sonho” e continua a “crescer com sustentabilidade” e com o objetivo de “responder a necessidades de municípios e músicos”.
Organizado pela Comunidade Intermunicipal do Ave (CIM-AVE), em parceria com várias entidades, o HARMOS quer “estabelecer o sentido de rede e de cooperação entre instituições, desde municípios a escolas de música”, salientou Bruno Pereira.
Assim, nos dias em que decorre o Festival, de 25 a 30 de março, haverá 30 concertos com músicos de escolas portuguesas e de escolas da Holanda, Bélgica, Alemanha, Lituânia, Noruega e Reino Unido.
O HARMOS afirma-se como um dos mais relevantes projetos artísticos e culturais da Europa”, considerou o secretário-geral da CIM do Ave, Gabriel Pontes.
Os concertos do festival são gratuitos, com exceção para os espetáculos na Casa da Música. O programa do HARMOS Classical está disponível para consulta em www.harmos.eu








© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.