Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 03-03-2014

SECÇÃO: Informação

FOTOLEGENDA
As Sete Irmãs

A Lenda há-de ser tão antiga como o tempo e fala de Sete Irmãs que vivem em torno de Cabeceiras de Basto, vigiando a terra e as gentes e nunca se perdendo de vista umas às outras.
Recordo a conversa com o Senhor Bernardino, de Chacim, que me transmitiu a lenda oralmente e me soube dizer todos os nomes das Sete Serras irmanadas, os sete pontos mais altos em torno de Cabeceiras. Por descuido imperdoável não registei esses nomes, nem no papel nem na memória, pelo que tive que ir por eles a alguns cabeceirenses que, contudo, não foram unânimes na resposta. Seriam, então, estes os nomes das Sete Irmãs: Senhora da Graça (Mondim de Basto), Senhora do Remédios (Arco), Senhora do Viso (Caçarilhe, Celorico de Basto), Senhora Santa da Lameira (Senhora das Neves), Senhora das Graças (Carvalhosa), Senhora da Orada (Alvite), Senhora do Porto (Póvoa do Lanhoso).
Pude, entretanto, saber que a Lenda das Sete Irmãs não é exclusiva de Cabeceiras de Basto, nem mesmo de Portugal. Ela encontra-se espalhada pelo mundo e há muitos povos que a transmitem há muitos anos. Talvez não seja absurdo pensar que às Sete Irmãs originais, as mais antigas e sábias de todas, as sete estrelas da Ursa Maior, agrade a perenidade do seu mito.

Bruno Santos, março de 2014






© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.