Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 20-01-2014

SECÇÃO: Desporto

Benfica vence 5º Torneio do Município de Cabeceiras de Basto

China Pereira entregou a taça aos vencedores
China Pereira entregou a taça aos vencedores
Disputou-se na tarde do passado dia 1 de fevereiro, a final do 5º Torneio do Município de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa que juntou dezenas de pessoas no Pavilhão Desportivo de Refojos. Esta iniciativa foi organizada pela Contacto com colaboração da Câmara Municipal, que aproveitou o facto do Benfica se encontrar em estágio em Cabeceiras, para convidar a equipa a participar no Torneio do Município.
Nesta emotiva final do torneio, em 1º lugar classificou-se a equipa do S.L. Benfica, em 2º lugar a equipa da Contacto Futsal Clube de Cabeceiras de Basto, em 3º lugar o G.D. Carrazedo de Montenegro e em 4º lugar a equipa do Atei F. C.
Joaquim Barreto com a equipa da Contacto  2º classificado
Joaquim Barreto com a equipa da Contacto 2º classificado
Coube ao presidente da Câmara Municipal, Dr. China Pereira, entregar a taça à equipa vencedora deste torneio de futsal de Cabeceiras de Basto que decorreu em Cabeceiras de Basto entre os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro.
As taças aos 2º, 3º e 4º classificados foram entregues aos seus representantes, respetivamente, pelo presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto, pelo vereador do Desporto, Francisco Alves e pelo presidente da Junta de Freguesia da União de Freguesias de Refojos de Basto, Outeiro e Painzela, Leandro Campos.
Francisco Alves entregou taça ao 3º classificado
Francisco Alves entregou taça ao 3º classificado
Durante o intervalo desta final, o Grupo de Dança do Ginásio Companhia Atlética brindou os espectadores com duas coreografias.
O Ecos de Basto falou com alguns dos dirigentes e jogadores das equipas da Contacto e do Benfica, que fizeram um balanço destes dois dias em Cabeceiras de Basto.
Leandro Campos entregou taça ao 4º classificado
Leandro Campos entregou taça ao 4º classificado
Manuel Afonso, diretor desportivo da Contacto referiu que foi importante receber a equipa do Benfica em Cabeceiras de Basto, uma iniciativa que permitiu “dinamizar o desporto e promover a prática desportiva e, acima de tudo, possibilitou às pessoas ver os jogadores que de outra forma nunca passariam por cá”. E acrescentou: “escolhemos o Benfica devido à dimensão do clube, à qualidade da equipa e por tudo o que está à volta da marca Benfica”.
Também, Vítor Antunes, treinador da Contacto, mostrou a sua satisfação em receber o Benfica em cabeceiras: “é gratificante. É uma equipa da primeira divisão que já foi campeã europeia. O Benfica move multidões e a prova disso é termos tido o pavilhão cheio. É importante para os jovens cabeceirenses ficarem com um bocadinho da experiência dos jogadores do Benfica”.
Momento do jogo na final do torneio
Momento do jogo na final do torneio
Alípio Matos, coordena-dor técnico do Benfica, realçou que o objetivo do estágio da equipa em Cabeceiras foi manter o espírito competitivo e aproximar o clube dos adeptos “que são muitos nesta zona”, proporcionando, também, um jogo de futsal diferente contra as equipas da região. “Ganha toda a gente”, sublinhou.
“O povo cabeceirense é muito acolhedor, recebeu-nos muito bem e estamos muito satisfeitos. Vamos voltar sempre que for possível”, garantiu.
Pedro Henriques, treina-dor dos encarnados, partilhou da mesma opinião do coordenador e prometeu voltar a Cabeceiras de Basto: “venho cá passar férias este ano, gostei imenso”.
Em relação ao futsal, o treinador referiu que a formação em Cabeceiras de Basto “está no bom caminho e que o Contacto Futsal Club tem treinadores e dirigentes muito responsáveis e competentes. Na minha opinião e daquilo que sei, estão a formar atletas de qualidade em prol do futsal. Todas as suas equipas na formação estão bem classificadas e isso é reflexo do grande trabalho realizado por toda a estrutura da Contacto”.
O guarda-redes e capitão do Benfica, Bebé, deixou uma mensagem aos jovens joga-dores que pretendem seguir o futsal como profissão: “o primeiro conselho que eu quero dar é que estudem. Infelizmente o futsal não é como o futebol de 11 e nós não somos ricos, embora as pessoas queiram passar essa imagem, portanto é muito importante termos um plano B. Primeiro estudem, depois sim, se conseguirem conciliar o futsal com a escola seria o ideal, trabalhem para atingirem os vossos sonhos com muita humilda-de porque, assim, conseguirão atingir os seus objetivos”. Esta foi uma mensagem compartilhada pela maioria dos jogadores.
O capitão finalizou, afirmando: “quero agradecer pelo carinho que nos têm dado, estamos muito contentes por estarmos aqui. Foi um prazer e, muito sinceramente, espero que possamos voltar outra vez para festejarmos o título de Campeões Nacionais”.
A emoção esteve ao rubro neste que foi o 5º Torneio do Município de Cabeceiras de Basto, no Pavilhão Desportivo de Refojos que foi mais uma vez palco de um grande espetáculo desportivo.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.