Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 20-01-2014

SECÇÃO: Informação

Obras realizadas no Mosteiro de S. Miguel de Refojos

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto tem feito nos últimos 20 anos investimentos significativos de valorização e conservação do Mosteiro de S. Miguel de Refojos.
Em colaboração com a Paróquia de Refojos e com o pároco de então, Pe. Fernando Castro, a Câmara Municipal tem vindo a intervir na Igreja do Mosteiro, designadamente ao nível dos telhados e das paredes exteriores da Capela do Santíssimo Sacramento, Sacristia e Coro Alto (espaço onde se encontram instalados os foles do órgão de tubos deste templo), das talhas, pinturas, limpeza de fachadas, telhados e torres sineiras, entre outros trabalhos levados a cabo com o objetivo de salvaguardar e dignificar este importante património concelhio que, com o passar dos anos, vai exigindo intervenções várias.
Destaque, ainda, para a beneficiação do Zimbório (2000), do Coro Alto da Igreja (2001), dos Claustros (2001 e 2006), Sacristia (2003) Soalhos (2007) e Capela Mortuária, assim como a criação do Núcleo Museológico do Baixo Tâmega (2008) no interior da Igreja do Mosteiro de S. Miguel de Refojos e a recuperação do Órgão de Tubos (2009).
No ano passado, o Município de Cabeceiras de Basto promoveu o restauro de nove telas a óleo e quatro espelhos da antiga sacristia que agora estão ao dispor dos visitantes naquele núcleo do Museu das Terras de Basto.
“Joia monumental do Barroco português”, a construção do Mosteiro de S. Miguel de Refojos reflete, entre outros, os contributos de personalidades como o arquiteto bracarense André Soares, o entalhador beneditino Frei José de Stº António Ferreira Vilaça ou Francisco Solla, artista espanhol de renome a quem se atribui a construção do Ógão de Tubos, digno de admiração e que a Câmara de Cabeceiras de Basto, após mais de oito décadas de silêncio, conseguiu recuperar e devolver o seu som à população.
Trata-se, por isso, de um belíssimo monumento cujas obras de restauro e conservação têm contado com o apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e o envolvimento da Paróquia de Refojos.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.