Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 20-01-2014

SECÇÃO: Informação

Partido Socialista apresenta Plano de Ação Política

Socialistas e simpatizantes participaram na Comissão Política
Socialistas e simpatizantes participaram na Comissão Política
No dia 13 de janeiro de 2013, a Comissão Política do Partido Socialista de Cabeceiras de Basto, presidida por Joaquim Barreto, aprovou por unanimidade o Plano de Ação 2013/2017. Trata-se de um documento que define as linhas mestras de ação do PS para os próximos quatro anos.
Recorde-se que no dia 7 de dezembro de 2013, os militantes da secção cabeceirense elegeram os dirigentes concelhios do PS: Comissão Política e Mesa da Assembleia Geral. Esta eleição teve uma votação muito representa-tiva visto que dos 151 militantes ativos que expressaram o seu voto, 150 votaram e aprovaram as listas apresentadas.
A Comissão Política (CP) agora eleita integra 51 membros efetivos e 30 suplentes. Dos membros eleitos, 22 são novos dirigentes, 21 são jovens e 28 são mulheres, o que representa uma renovação sustentada para um mandato de quatro anos.
Segundo informação divulgada, o PS local pretende continuar a assumir uma postura de grande abrangência e abertura à sociedade civil, convidando os eleitos e os candidatos às autarquias, os militantes e os simpatizantes, a participarem com direito a intervir e a dar a sua opinião nas reuniões da Comissão Política.
Refira-se que em 14 de Dezembro de 2013, a Comissão Política elegeu os membros que constituem a Mesa que é presidida por China Pereira e o Secretariado. Na primeira reunião do Secretariado, órgão executivo, foram distribuídos pelos seus membros os pelouros referentes às seguintes áreas de atividades: Organização Interna e Formação; Instalações e logística; Mobilização; Desenvolvimento e Associativismo; Educação, Cultura, Ação Social e Saúde; Juventude; Autarquias; Mulheres Socialistas; Informação e Comunicação; Gabinete Jurídico.
O Secretariado será coordenado por Francisco Alves e fazem parte deste órgão Irene Fontes, Susana Dourado, Hugo Fernandes, Domingos Magalhães Teixeira, Francisco Freitas, Paulo Mendes, Fátima Oliveira, Catarina Ramos, Domingos Machado e João Pacheco.

Plano de Ação Socialista

O Plano de Ação aprovado pela Comissão Política, prevê a realização de diversas iniciativas de acordo com os diferentes pelouros constituídos.
Dentro das diversas atividades previstas nos vários pelouros salienta-se a adesão de novos militantes, a abertura da sede com periodicidade, a formação política de militantes e simpatizantes, bem como a formação dos autarcas e candidatos sobre a legislação que regula o poder local, a mobilização dos militantes e simpatizantes para as várias ações políticas do Partido. O fomento e o apoio ao desenvolvimento económico, social, cultural e desportivo, bem como o associativismo ligado a todos os setores de atividade e camadas da população com incidência no associativismo juvenil também estão previstos.
No que reporta ao pelouro da educação, cultura, ação social e saúde, pretende-se acompanhar as atividades educativas e culturais, fomentar debates sobre matérias de relevo nestas áreas.
No que concerne à juventude, os jovens do PS em colaboração com o Partido pretendem promover reuniões de informação e sensibilização dos jovens para a participação cívica nas políticas ativas do concelho.
Quanto às autarquias, o PS irá acompanhar a atividade dos seus autarcas apoiando-os no trabalho do dia-a-dia de modo a cumprirem melhor com as suas tarefas.
As Mulheres Socialistas enquanto estrutura autónoma no interior do Partido, desenvolverão ação de inclusão e coesão social em articulação com o Departamento Nacional das Mulheres Socialistas procurando também garantir o cumprimento da paridade em todos os processos eleitorais.
Por último, o Partido dará apoio jurídico aos seus autarcas, militantes e simpatizantes.
PS assinala 40 anos do 25 de Abril e 20 anos de poder autárquico no concelho

Segundo informação divulgada, no Plano de Ação além das propostas apresentadas pelos diferentes pelouros, está previsto assinalar dois acontecimentos políticos de grande importância que fazem parte da história da Democracia em Portugal e da história do Partido Socialista do nosso concelho que são: 40 anos do 25 de Abril e 20 anos do Partido Socialista na gestão municipal e na concretização de um projeto de grande desenvolvimento ao serviço de Cabeceiras de Basto.
Com este Plano de Ação, o PS pretende continuar a promover a adesão de novos militantes, a incentivar a militância, melhorando-a e qualificando-a, afirmando e fortalecendo o Partido na sociedade civil, nomeadamente nas comunidades locais, dos lugares e freguesias de Cabeceiras de Basto.
O PS reafirma neste documento, a sua convicção e determinação de continuar a desenvolver o seu trabalho com a cooperação de todos - militantes, simpatizantes e autarcas - para valorizar e aprofundar os princípios e os valores do Partido Socialista, no respeito pela liberdade e no cumprimento da Democracia, no diálogo com as restantes forças partidárias, em colaboração com as instituições locais e com a população de Cabeceiras de Basto.







© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.