Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 20-01-2014

SECÇÃO: Informação

China Pereira visitou núcleos do Museu das Terras de Basto

Casa da Lã em Bucos
Casa da Lã em Bucos
Com o objetivo de contactar com os principais responsáveis pela dinamização dos equipamentos públicos, perceber as dinâmicas existentes e acompanhar a sua atividade, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. China Pereira, acompanhado pela vereadora da Cultura, Dra. Isabel Coutinho, visitou no passado dia 9 de janeiro, o Museu das Terras de Basto que integra três núcleos – Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe, Núcleo Museológico do Baixo Tâmega/Núcleo de Arte Sacra e Casa da Lã – assim como a Casa do Pão e o Núcleo Interpretativo de Vida Selvagem.
Durante a manhã, a comitiva visitou a Casa da Lã, em Bucos, seguindo viagem até à Casa do Pão e Núcleo Interpretativo de Vida Selvagem, em Moinhos de Rei, Abadim. A visita prosseguiu com a passagem pelo Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe, culminado no Núcleo Museológico do Baixo Tâmega/Núcleo de Arte Sacra, em pleno centro da vila.
Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe
Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe
De acordo com a informação divulgada à imprensa, nesta jornada de trabalho, o presidente da Câmara e a vereadora da Cultura fizeram-se acompanhar pela responsável do Museu das Terras de Basto, Dra. Isabel Fernandes, pela estilista, Dra. Helena Cardoso, que tem colaborado ativamente com a Câmara Municipal na Casa da Lã e, ainda, pelo chefe de divisão da Educação, Cultura, Desporto, Animação e Juventude, Dr. Manuel Oliveira, e pela técnica do Município, Dra. Fátima Oliveira.
Associaram-se também a esta visita o presidente da Junta da União de Freguesias de Refojos, Outeiro e Painzela, Leandro Campos e o secretário da Junta da União de Freguesias do Arco de Baúlhe e Vila Nune, Carlos Eduardo Teixeira.
Casa do Pão em Abadim
Casa do Pão em Abadim
Na Casa da Lã, as Mulheres de Bucos deram a conhecer aos autarcas presentes as modernas técnicas e trabalhos que têm vindo a realizar sob a orientação da estilista Helena Cardoso. Trata-se de um projeto que visa tirar partido do precioso saber daquelas mulheres, que se dedicam ao trabalho da lã, para a realização de ações de formação nesta área com o intuito de dar continuidade ao magnífico trabalho que tem sido feito na freguesia de Bucos, sob o impulso da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia.
A visita integrou também a passagem pela Casa do Pão e o Núcleo Interpretativo de Vida Selvagem, dois investimentos feitos pela Câmara Municipal em plena Serra da Cabreira, concretamente na zona de Moinhos de Rei, na freguesia de Abadim, que pretendem fomentar a presença humana nesta zona de montanha, dando a conhecer aos cabeceirenses e turistas a riqueza e as mais-valias da floresta e, ao mesmo tempo, preservando e perpetuando os usos e costumes desta Terra de Basto, sensibilizando, ainda, a população para a defesa da floresta e do meio ambiente.
Núcleo de Arte Sacra em Refojos de Basto
Núcleo de Arte Sacra em Refojos de Basto
A visita contemplou, ainda, a visita ao Núcleo Ferro-viário do Arco de Baúlhe e pelo Núcleo Museológico do Baixo Tâmega/Núcleo de Arte Sacra, este último instalado na Igreja do Mosteiro de S. Miguel. Refira-se, a propósito do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, que a Câmara de Cabeceiras de Basto vai apresentar, em 2014, à UNESCO a candidatura daquele ex-líbris do concelho a Património Cultural da Humanidade.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.