Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-12-2013

SECÇÃO: Concelho em acção

Comissão Política do PS tomou posse

Sessão reuniu militantes e simpatizantes do PS
Sessão reuniu militantes e simpatizantes do PS
Decorreu no passado dia 14 de dezembro, no auditório da Casa da Juventude, Associativismo, Artes, Ofícios e Gerações, a tomada de posse dos novos órgãos dirigentes do Partido Socialista de Cabeceiras de Basto, uma sessão que reuniu cerca de 300 militantes e simpatizantes do PS e da JS, assim como autarcas socialistas, no auditório, revelou o PS em comunicado à imprensa.
Durante a iniciativa pro-cedeu-se à tomada de posse e eleição da Mesa da Comissão Política e do Secretariado do PS, efetuando-se, igualmente, a tomada de posse dos órgãos dirigentes da Juventude Socialista.
Joaquim Barreto reconduzido como Presidente da Comissão Política
Joaquim Barreto reconduzido como Presidente da Comissão Política
Joaquim Barreto volta a presidir à Comissão Política Concelhia, sendo que a Mesa da Assembleia Geral continua a ser liderada pelo militante China Pereira.
Saliente-se que na votação para a Mesa da Comissão Política e para o Secretariado participaram 55 elementos que votaram, por voto secreto e por unanimidade, as duas listas.
De acordo com o comunicado divulgado, “a Comissão Política, que integra 51 militantes efetivos e 30 suplentes, teve uma significativa renovação com a entrada de 22 novos elementos a que corresponde uma percentagem de 27%. Do total dos 81 membros que integram a Comissão Política, entre efetivos e suplentes, 28 são mulheres (34,5%) e 21 são jovens (26%). Vão integrar também no futuro, este órgão, como convidados, autarcas das Freguesia e do Município, estando assim representadas todas as freguesias do concelho e os diferentes setores de atividade”.

“Renovação, representação
e mobilização
dos militantes
revela uma forte determinação e grande coesão interna do PS”

De acordo com as pala-vras de Joaquim Barreto, naquela sessão de tomada de posse, “a renovação, representação e mobili-zação dos militantes revela uma forte determinação e grande coesão interna do PS de Cabeceiras de Basto”.
“Para mim é uma honra voltar a presidir à Comissão Política. Face à conjuntura política que se vive no concelho, face aos desafios que temos pela frente e face àquilo que é a vontade dos militantes, aceitei ser o candidato a presidente da Comissão Política”, afirmou Joaquim Barreto, garantindo: “eu não desisto. Como não desistem os militantes, nem a população de Cabeceiras de Basto que lutam por interesses coletivos. Nós combateremos e denunciaremos com muita determinação e empenho interesses pessoais, dissimulados e desmedidos”, lê-se no mesmo documento, que continua: “estamos disponíveis para dialogar com as outras forças partidárias e com a sociedade civil, mas não estamos disponíveis para dialogar com organizações camufladas e indefinidas politicamente nos seus princípios e valores. Nós consideramos que os partidos políticos são os pilares para a afirmação e valorização da democracia”, realçou Joaquim Barreto.
O presidente da Comissão Política Concelhia afiançou, ainda, que, “nos próximos quatro anos, o PS continuará a ter uma postura fiel e de entrega total a este projeto, dando seguimento às marcas do trabalho e da seriedade que pautaram os últimos 20 anos de desenvolvimento em Cabeceiras de Basto”.
De acordo com o mesmo comunicado à imprensa, China Pereira, presidente da Mesa da Assembleia Geral do PS de Cabeceiras de Basto, disse que “neste momento em que Portugal atravessa um período de crise e de graves dificuldades para as famílias, o PS é um partido coeso, forte e que se impõe na sociedade. O PS continua a ser a esperança dos portugueses e dos cabeceirenses”.
Na sua intervenção, João Pacheco, secretário-coordenador JS, colocou em evidência “todo o trabalho” realizado por Joaquim Barreto à frente desta estrutura partidária, um trabalho que “demonstra bem como o exercício da política pode e deve ser conjugado com o rigor, com a transparência, com a responsabilidade, a abertura e o espírito democrático”.
O secretário-coordena-dor da JS reforçou também a “unidade, a força e a inovação do PS quando muitos pensavam que pela mentira e pela demagogia poderiam, eventualmente, desunir os socialistas. Esses enganaram-se pro-fundamente e o que fizeram foi precisamente o contrário: uniram, fortaleceram e purificaram o PS em Cabeceiras de Basto”.
A terminar a sua alocução, João Pacheco salientou que “a 24 de agosto foi apresentado um programa para a Juventude, um programa que nunca foi uma palete com post’its mas sim um conjunto de projetos e propostas concretas e exequíveis que servem todos os cabeceirenses de forma abrangente e diversificada que a JS acredita se concretizará durante este mandato”, avança o documento divulgado pelo PS.
“Comissão Política tem o trabalho de continuar
a afirmar e aprofundar o Partido e os seus ideais”

A nova Comissão Política do PS de Cabeceiras de Basto “tem pela frente um mandato de quatro anos, privilegiando um diálogo de proximidade em colaboração e articulação com os novos autarcas eleitos da Câmara e Assembleia Municipal, Juntas e Assembleias de Freguesia, tendo em vista dar-lhes o apoio político necessário para o bom desempenho das suas funções autárquicas e para a afirmação e valorização do Poder Local Democrático”, avança a comunicação à imprensa, onde é definido, como objetivo principal da Comissão Política, “o trabalho de continuar a afirmar e aprofundar o Partido e os seus ideais, assim como o seu programa junto da sociedade civil, procurando demonstrar que, enquanto partido político, é um pilar fundamental para a democracia e para continuar a servir com trabalho e seriedade os cabeceirenses”.
“Torna-se importante informar, divulgar e sensibilizar a opinião pública para a atividade que os representantes dos par-tidos políticos desenvolvem, em prol do bem-estar das pessoas e do progresso das terras onde estão inseridas”, finaliza o texto.




































© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.