Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-12-2013

SECÇÃO: Informação

Executivo aceita recomendação da AM e avança com auditoria à atividade municipal

O executivo tomou ainda conhecimento que a Assembleia Municipal, na sessão extraordinária realizada no passado dia 8 de novembro, na sequência da aprovação do Relatório e Prestação de Contas Intercalares referente ao período de 1 de janeiro a 30 de setembro de 2013, deliberou, por unanimidade, aprovar uma proposta do Presidente e membros da Assembleia Municipal eleitos pelo PS, de recomendação à Câmara Municipal para realizar uma auditoria à atividade do executivo municipal dos dois últimos mandatos, nomeada-mente, de 2005 a 2009 e de 2009 a 2013, inclusive.
Trata-se de uma recomendação à Câmara que o executivo municipal aprovou por unanimidade e que havia sido feita por Joaquim Barreto e seus pares na Assembleia Municipal. De referir que os eleitos do Partido Socialista na Câmara Municipal classificaram na sua declaração de voto esta proposta de auditoria “bem demonstrativa da nobre postura e lisura do anterior Presidente da Câmara, o próprio Eng. Joaquim Barreto e do Partido Socialista que foi responsável pela gestão autárquica durante esse período.”
Ao que apuramos, os membros do PS votaram favoravelmente este Auditoria porque, acrescentam, “estamos certos de que quem não deve não teme e porque temos a certeza também que o rigor e a transparência foram apanágio da forma de gerir os destinos do concelho não só nos dois últimos mandatos mas durante os cindo mandatos presididos pelo Eng. Joaquim Barreto.
Só uma pessoa de consciência tranquila poderia, ela própria, propor uma auditoria às contas do seu exercício de poder.”
Por sua vez, o movimento Independentes Por Cabeceiras de Basto, na sua declaração de voto afirmou: “(...) a realização de uma auditoria parcelar e estendida a oito anos de atividade da Câmara Municipal, nada tem a ver com a averiguação que antes defendemos e continuamos a defender.” E acrescentam: “(...) os vereadores do movimento IPC votam a favor da realização da auditoria proposta pela Assembleia Municipal, deixando no entanto expresso que apresentarão na devida altura (...) uma proposta de realização de uma auditoria às contas e a toda a atividade da Câmara Municipal no ano de 2013.”

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.